domingo, 31 de maio de 2020

Até um dia Fifis, filha amada do meu coração!

FIONA, Fifis, gordalinda, amadalindafofa, foca, amordimammy, bebê, lindaléra, Fi, mana, mordavida, anjinha, gigantona... tantos jeitos de chamar e tanto amor!
Fiona nasceu sob o signo de libra; tinha uma beleza peculiar. Faria 14 anos em setembro e está na família desde os 3 meses. Veio com cinomose, sarna e fungos em dezembro de 2006, para adoção. No meu aniversário, em julho, desisti de tentar doá-la e a adoção dela foi o meu presente.  Ela me conquistou  completamente e também ao Nemo, que nunca aceitou nenhum outro cachorro, mas criou um laço fortíssimo com ela. Ficou e arrebatou o coração de todo mundo que teve o prazer de conviver com ela e seu jeito especial de ser.
Ela era única. Adorava gente, passear, comer e deitar numa rede. Ao contrário do maninho Nemo, nunca mordeu ninguém e era um pouco medrosa.
Em 2015 ela teve um tumor diagnosticado e eu optei por não operar - leia aqui. Mais tarde tratei com crioterapia e ele diminuiu, mas haviam outros espalhados. 
Esta semana, quando ela rejeitou comida, eu já sabia. O dia que Fiona negasse comida, seria o fim. E assim foi. Corri para a clínica e o exame de sangue já deu alterado. Rins, fígado, tudo e as plaquetas quase zeradas... nunca vi isso na vida! A gente até pensou em erro do laboratório, mas no dia seguinte, com o resultado péssimo do ultrassom, a bomba caiu. Não havia o que fazer. Ela parou de comer na terça-feira à noite. Na quarta de manhã rejeitava tudo que a gente dava, e ela sempre comeu muito, de TUDO! Levei na Tati Evangelista, veterinária dela, que pediu ultrassom urgente pois o abdomem estava cheio de bolas. Uma coisa horrível!
Quinta e sexta ela só vomitava e cambaleava, pobre  anjo.  Assim, depois de passar a madrugada vomitando e sem conseguir levantar, os olhos dela amanheceram com sangue 
(foto 2) e eu soube que era questão de horas... pobre amada da vida.
foto2
Resolvi que ela não tinha porque sofrer nada além e ela se foi apenas com uma dose de anestésico. Sei que vou criar polêmica, mas acho a eutanásia, em casos terminais, uma opção digna. Sinceramente, acho um ato de amor deixar a alma leve para fluir, sem dor, mas não é fácil decidir isso, assim como não é fácil se despedir e deixar ir 😭
Seria uma questão de dias (ou horas?) que ela passaria sofrendo e ela nem comia mais, ou levantava...Ela não merecia. O tumor se alastrou agressivamente e tudo seria paleativo.
Minha eterna bebezona, ser de alegria infinita, nem um piu, nem um ai... nada durante esses dias. Ela se foi como viveu: em paz e sem reclamar de nada.
Foi feliz até o último dia e amada além da conta. Era meu anjo especial, aquele cão que quando você chora vem correndo e fica te olhando...
Fiona encarava a gente e, com esses olhos de jabuticaba, falava o que queria ou esperava de mim e eu sempre entendia.
Nemo deve estar muito feliz em ter a maninha dele agora. Me esperem, amores, e fiquem bem, brincando sem sofrimento. AMO VOCÊS para sempre!


2008




maio 2020
Tô com peninha da Serafina, que fica
procurando por ela. Viviam grudadas...
maio 2020

o jeito de exigir carinho na barriga...
vendo o mundo por outro angulo ;)

Fiona também fez fisioterapia um tempo, veja AQUI

E assim ela era. Engraçada e querida demais! 
Sobrevivente do abandono, de acumulador e de cinomose. 
Até qualquer dia meu anjo e obrigada por tudo! Melhor companhia do mundo! 

15 comentários:

  1. Que texto lindo, cheio de afeto, amor e respeito. Que ela encontre toda paz e alegria que teve aui, no outro plano e que a dor que agora pulsa em quem ficou se transforme em lindas lembranças. 💞

    ResponderExcluir
  2. A história dela é muito parecida com a da minha Sebastiana, que partiu em janeiro também aos 14 anos, também após um câncer... também sobrevivente do abandono, também engraçada, também muito feliz! Tomara que as duas fiquem amigas lá onde estiverem nos esperando. Um beijo, querida!

    ResponderExcluir
  3. Pena que não conheci a Sebastiana, mas se alguma energia para que se encontrem foi lançada, quem sabe, né? Eu acredito <3
    Obrigada pela força, mas é difícil, né?

    ResponderExcluir
  4. Anita, o texto fica pequeno para relatar o imenso amor que tinhas por ela. Fiona, junto com o Nemo, foram luzes na tua vida, brilharam e iluminaram tudo a sua volta. Os primeiros dias vão ser muito difíceis, vás procurá-la inconscientemente, mas com o tempo, até o coração se aquieta. Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Rosa querida, obrigada pelo carinho de sempre. Fiona era um ser divino. Só amor! Beijux e continue com seu trabalho lindo!

    ResponderExcluir
  6. Que história mais linda! Nessas condições dificilmente seria acolhida por outra pessoa né.
    Meus sentimentos querida. Sorte dela ter encontrado uma protetora tão responsável, sensível e amorosa. Aprendemos tanto com eles né!
    "Obrigada por tudo mamãe", certamente essa foi a última intenção dela pra você em vida.

    ResponderExcluir
  7. Puxa, obrigada por este seu lindo comentário. Me emocionei aqui...Pena que vc não deixou seu nome e fiquei curiosa. De qualquer modo, fica um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Annita, a Fiona era incrível mesmo, uma tradução de amor canino, ela já era um anjo aqui, imagina agora. Que lindo relato, parabéns pela tua atitude, impecável até o fim. Imagino a falta, mas com o tempo fica a saudade. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho. Falta imensa... meu eterno bebê. Beijux
      Quem escreveu? Vc não colocou nome e google não reconheceu...

      Excluir
  9. Muito emocionante.... Mais carinho, ainda, dispensamos para a nossa amada Sofia, que nos confiantes os cuidados. Grande abraço Régis e vera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que a Sofia é tão amada quanto a Fiona foi. Grata pela adoção desse anjo. Que ela sempre cuide de voces! Obrigada pelo carinho.

      Excluir
  10. Sinto muito minha amiga. A gente sabe que a vidinha deles é curta mas quando chega a hora é sempre cedo demais e muito triste! Fica a alegria dos momentos que se passou juntos e também o consolo de ter dado uma vida muito boa, que sei que tanto os daí como os daqui levam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras e pelo carinho de sempre. Terem vivido bem consola, né? Mas ela era especialíssima!

      Excluir

Bem vindo (a) ao sistema de comentários do Blog Ficacãomigo.
Todo e qualquer texto publicado é de exclusiva e integral responsabilidade de quem o fez, uma vez que publicamos textos de terceiros, cuja fonte sempre é citada. Os de autoria da proprietária do BLOG não contém fonte. Em caso de abuso ou crime, reservamo-nos o direito de usar os dados disponíveis no servidor para rastrear. a autoria e acionar os meios legais competentes.