sábado, 6 de outubro de 2018

Os animais e a eleição 2018

Fiquei quietinha até agora, mas como muita gente me pergunta, vou discorrer hoje sobre o que eu penso a respeito de votar em candidatos "pelos animais" e porque, na hora de votar,  isso não é mais relevante para mim. A experiência, de novo essa maldita que afasta ilusões, tem mostrado que não é assim tão simples como a frase sugere: "vou votar pelos animais".  
Por que? - Porque partidos têm hierarquias, devem favores, têm compromisso com doadores de campanha e seu eleito nem sempre está "livre" para decidir, ou propor o que quer que seja, a revelia de seu partido.  O que isso significa? - Que se você se diz protetor não pode admitir que seu partido esteja tentando liberar uma prática tão cruel como a caça.  Não caia nessa de ser apenas para javalis que estragam a lavoura e blá blá blá. Esse controle é feito em todas as fazendas, mesmo que de forma ilegal. Essa lei é perigosa pelo precedente que abre. Animais não são apenas cães e gatos, acordem!



Outra coisa, eleitos têm compromissos com seus partidos que, muitas vezes,  têm interesses em ajudar o agronegócio, indústrias fabricante de armas, laboratórios de experimentação animal,  totalmente na contramão da proteção!

Outro ponto - orçamento. Sem dinheiro,  a melhor das boas vontades fica de mãos amarradas. Fiscalização idem. Há anos que a farra do boi é PROIBIDA em SC, mas ainda acontece pois há políticos que apoiam esta prática cruel. Informe-se e tire essa gente do poder!

Enfim, vote em alguém que DEFENDA e proteja nossos anjos e que,  além do discurso, esteja aberto a receber sugestões em prol dos animais, de parte de qualquer protetor,  independentemente da opção político-partidária a que se filie, sem retaliações, caso contrário, só alguns "grupinhos" de alguns poucos protetores é que terão acesso e voz junto aos chamados "representantes da causa animal". 

Devemos, enquanto protetores, ter livre acesso a qualquer gabinete para pedir que lutem por nossos anjos com asas nas orelhas, sejam eles gatos, cachorros, coelhos, porcos etc, você me entendeu, né? 

Seja livre para poder criticar e 
reivindicar.
Não fique presa nessa de partidos, não é bom para os bichos, ainda mais nessa luta de egos que é a política! Meu voto é de quem nunca disse que é pelos animais, mas que SEMPRE fez e faz pelo bem deles, sem usar a causa para se promover. Pesquise. 
De discurso estamos todos fartos, mas o voto é e deve ser livre. Boa escolha!

Em tempo: para saber mais dê uma pesquisada no google "PL da caça" ou "políticos que defendem a caça", entre outros.