segunda-feira, 25 de junho de 2018

Gatos se aproximando. Sejam bem vindos!

Este está sendo o ano dos gatos, na minha vida. Nenhum veio para minha casa, obviamente, por causa dos meus filhos caninos, mas ajudo como posso, como sempre.
Ainda mantenho 4 cães ho$$$$pedados e sem vagas por enquanto, mas gatos eu poderia ter, se não fosse pelo ódio que meus cães nutrem por essa espécie tão linda e marginalizada.
Gatos sofrem, em pleno 2018, pelos mitos seculares,  gravados no folclórico popular e enraizados no inconsciente coletivo. Uma lástima, pois são meigos e fiéis, como qualquer animal tratado com amor e respeito.
O primeiro caso de gatos do ano, foi esse AQUI
Hoje todos estão grandes, fortes, felizes e saudáveis, especialmente a mamãe deles, que parecia doente, mas era só por estar amamentando mesmo. Todos castrados, vacinados e alguns adotados. Os demais, vivendo aqui no terreno do meu vizinho, com abrigo, atenção e comida. Dentro do possível...
Ha 2 semanas, mais um gatinho foi resgatado e adotado. Um resgate orquestrado pela Mari Machado, diretamente do Rio de Janeiro, junto comigo, por aqui. Quando a gente quer, faz acontecer. Ela soube do caso e agilizou os amigos. Eu assumi os custos e movimentei a rede para achar um "local" para ele, o mais difícil de conseguir. Agora o fofíssimo já está super adaptado no apto (telado, evidentemente), negativo para FIV & FELV, com castração garantida pela querida médica veterinária Tati Evangelista, da Clínica 3 Irmãos do centro, onde sempre somos super bem atendidos, recebidos etc.
Sou grata, sempre, por mais um anjo encaminhado
💕