sábado, 14 de outubro de 2017

Casamento que merece registro - SNOOP foi adotado pelo casal!

LINDA HISTÓRIA! Parabéns ao casal e vida longa a todos!

Copiado do facebook de Sisnando De Luca .2 de outubro às 16:03
Tudo é uma questão de ponto de vista. Absolutamente tudo.
Os noivos, com casamento marcado, sabem o quanto o processo até o grande dia é desgastante. É uma busca pela perfeição, mas nem sempre tudo sai perfeito.
No casamento desta semana, a cerimônia tinha tudo pra dar errado. Os convidados também perceberam.
A tensão estava no ar.
Era uma cerimônia externa, estava chovendo. Colocaram uma tenda plástica transparente que formava bolsões de água prestes a romper sob a cabeça do pessoal. Todos sabiam da possibilidade, inclusive o celebrante quando disse, de forma bonita, que mesmo explodindo tudo, o mais importante era o amor.
Chovia mais forte e aqui começa a história de verdade.
Não sei o nome do personagem, mas vou chamá-lo de Snoop.
Snoop estava irritando todo mundo antes de começar. Mulherada toda arrumada, os rapazes elegantes, mas não comoviam o elemento, que se jogava sob eles.
Um dos responsáveis pelo local deu um peteleco em Snoop. A fotógrafa achou um absurdo e começaram uma discussão. Snoop tinha causado briga entre os fornecedores.
O cantor foi tentar chamar Snoop gentilmente e convidá-lo a se retirar, mas percebeu que suas ordens só funcionam com John Mayer.
Snoop resistiu sobre protesto de toda equipe que trabalhava no local e convidados.
Em um momento de união, três padrinhos carregaram Snoop pra fora do local.
A cerimônia começa e tudo está indo muito bem, exceto pelos bolsões de água que aumentam.
Começa a música de entrada da noiva, a marcha nupcial.
Adivinhem quem entra? Sim, Snoop. Ele sabia como estragar a festa.
Volta o esquadrão e carregam o cão pra fora de novo.
Perto do final da cerimônia - Snoop, sempre ele - aparece novamente e deita sobre o véu da noiva.
Eu estava de frente pra ela nesse momento. Vi e ouvi tudo. Estava gelado, nervoso por ela.
Ela disse, e isso difere as pessoas de bem com a vida das que não são:
-Ele deitou no meu véu! Deve saber que eu amo animais.
A chuva parou, o bolsão não estourou e quem havia se incomodado com Snoop já estava sorrindo pra ele.
Abaixo o registro do Felipe Paludetto que não me deixa mentir.