sexta-feira, 22 de julho de 2016

Homenagem à Brad e Raoni, dois anjos de Kátia Carlota Pimentel

Despedidas doem. E como doem! Especialmente se você dedica sua vida a cuidar de muitos cães. Como eu sempre falo, alguns anjos nos emocionam mais que outros. Coisa de alma, sem explicação. Raoni se foi num dia e Brad, seu filhão canino, no dia seguinte. Ambos da protetora Kátia Carlota. Ela teve tantas perdas este ano que está arrasada. Me ligou aos prantos, mas não tem o que a gente dizer, nem fazer, a não ser tentar acalmar o coração dela, com bastante carinho e conforto. Se você a conhece, ligue para ela. Os textos abaixo, ela me mandou pelo What´s e copiei, na integra. Fica o registro e o desejo que ela continue forte, pois muitos ainda precisam de cuidados...

"E meu anjo BRAD, de 10 anos, se foi. Sim, meu anjo; meu amigo; meu protetor; meu filho; que veio à terra para cumprir uma missão: de me fazer feliz. De me mostrar como ver o mundo com outros olhos, de me amparar nas horas mais difíceis com aquelas lambidas que secavam minhas lágrimas, enquanto derramava as mágoas causadas por um ser humano. De me proteger contra os perigos do mundo ou qualquer movimento mais brusco em minha direção. Agora ele se foi e deixou um buraco no meu peito que dói tanto que nem sei como será a minha vida, dividida em "antes e depois" do BRAD, o cão mais amado, mais ranzinza, mais feliz, mais inteligente e mais amigo do mundo. Te amo prá sempre..."
"RAONI, não me esqueci de você, meu amigo. Sua "ranhetice" te fez ir de forma tão dura. Venceste uma doença tão grave quando filhote, mas Deus mandou te buscar cedo demais e de forma que você certamente não merecia. Fiz o que pude, mas ultrapassou minhas forças. Também vou te amar prá sempre, não fica com ciúmes, não, meu amigão carente."  
    Descansem em paz.