terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Fiona, Serafina & algumas reflexões

Minhas meninas, criadas em apto, adoram quando me mudo para a casa de praia. Elas aproveitam muuuito! Na primeira foto estavam se encarando para começar mais uma sessão de corrida pelo quintal. Delícia de ver. 
Já na segunda, a sincronicidade delas foi porque me chamaram e elas se viraram, juntinhas. Serafina é a mammy de todos e a Fiona uma eterna bebezinha.
Fica meio difícil ver a Fiona pois ela é da cor da vértebra de baleia. 

Tenho muita dó de cães que não tem um AUmiguinho para brincar. Sempre faço a seguinte analogia: imagine a gente, numa floresta, com todos os animais nos provendo sustento, tudo de bom, e sem ninguém para conversar... Cães precisam da companhia de outros cães. Aqui em casa ter mais de um tornou a vida deles mais feliz, embora a minha mais trabalhosa, mas quem não quer trabalho não deve ser responsável por vida nenhuma, não é mesmo? Tudo é um pacote, tudo tem prós e contras. Analise bem se você deve ter um animal de estimação: eles são compromisso para toda a vida!


Quando alguém me chama da rua, Serafina, para ficar mais alta, sobre na mureta do portão. E ainda acham que eles não  raciocinam...
 A gente ainda sabe muito pouco sobre eles! 
Linda minha filhas, não?