terça-feira, 24 de novembro de 2015

ADOÇÃO DE FILHOTES & DEVOLUÇÕES.

Poliana anda inspirada! Como nas redes sociais estes textos acabam se perdendo, compartilho aqui o que ela escreveu sobre ADOÇÃO DE FILHOTES e DEVOLUÇÕES. 

Não entendo o porquê da relutância em adotar adultos, especialmente quando são para apartamentos e se a pessoa não sabe ou não tem tempo de educar. Filhotes dão trabalho, sim. MUITO. Estragam coisas, sim. Tem que ser desprendido ou pagar educadores de cães para ajudar no manejo. Como crianças. Aliás, eles SÃO E ENTENDEM COMO UMA CRIANÇA de 3 anos, já há estudos sobre isso. E sentem. Leia mais A Q U I  e também o texto da Poliana, abaixo. MUITO bom mesmo. 


Depois do prazo estipulado de experiência, se você deu sua palavra, assuma o anjo. Se devolver, arque com as despesas, ao menos. E mesmo assim não é justo, né? Leiam o texto abaixo? 


Hoje é dia de escrever...
Muita gente prefere adotar filhotes. Realmente não entendemos o porquê dessa preferência, mas ok. Usam os seguintes motivos: que é pra se acostumar mais fácil, que é pra educar, que é pro filho pequeno, que é pra crescer com o filho, entre outros. TUDO BEM! É um direito da pessoa querer um filhote, mas vamos conversar:
1. Acostumar: nós tiramos das ruas cães adultos e eles se acostumam facilmente conosco porque temos boa vontade. Se você tiver também, não tenha dúvidas que o cão vai se acostumar. É só querer. Muitos até já sabem o lugar do xixi e do cocô, muitos nem choram e já temos a certeza do tamanho e do temperamento, coisas que são IMPOSSÍVEIS de saber em um filhote.
2. Educar: como você vai conseguir educar um filhote se passa 8 horas por dia fora de casa? O cachorro vai ficar sozinho, com tédio, vai roer coisas, vai fazer xixi no tapete, vai chorar e você não vai estar em casa para: educá-lo! E o piooooor: você não terá tempo para educá-lo e vai transformar o cão num animal problemático!!!!! Cães adultos não precisam de toda essa atenção. Já são entregues com um temperamento definido.
3. Filho pequeno: alguns filhos pequenos são tãããão pequenos que nem devem receber cães novos na casa! Principalmente cães filhotes que também são bebês! O bebê humano não terá noção dos limites e poderá machucar o bebê canino. O bebê canino não terá noção dos limites e poderá machucar o bebê humano. Um vai apertar e esmagar, outro vai brincar de morder e arranhar. Cães adultos são mais tolerantes para conviver com crianças e já teremos certeza se podem ou não conviver com um bebê. Mesmo assim, sempre com a supervisão dos pais.

4. Crescer com o filho: muitos filhos não sabem nem limpar o bumbum, você realmente acha que eles vão se importar com a idade do cão? Não, não vão! Se o pai ou a mãe não encherem a cabecinha da criança com isso, eles não darão importância pra idade. E os mesmos cuidados do item acima são válidos aqui.
Aí você pergunta: "Por que tudo isso? Vocês não querem ajudar os cães filhotes?" Não é nada disso!!!! Muito pelo contrário! Esses alertas ajudarão os filhotes mais do que você pode imaginar, pois não são todas as famílias que PODEM/CONSEGUEM ter filhotes. Muita gente tem paciência, tempo, disposição pra cuidar e educar filhotes, mas muitas pessoas não! E quando alertamos, não gostam, se ofendem, fazem cara feia...
Essas famílias despreparadas adotam filhotes liiiindos, queridos, engraçadinhos e não dão conta! Depois de meses DEVOLVEM o animal cheio de problemas de temperamento, traumatizado e com pouquíssimas chances de adoção.
Não é justo você tirar a chance de um animal encontrar uma família de verdade e responsável na idade que eles têm mais chances, para devolver um animal que poderá ficar encalhado pelo resto da vida. Não é justo com o animal, com o protetor que o resgatou e com a nossa luta toda.
Filhote não é pra qualquer um!"