domingo, 29 de novembro de 2015

FRED, o cão herói!

 Fred é um dos tantos cães caramelos que lotam abrigos e ho$pedagens. Essa cor é mais rejeitada que os cães pretos. Duvida? Vá num abrigo ou CCZ e veja. E por isso e outros motivos, o Fred, resgatado jovem ainda, está há 6 anos aguardando pelo tão sonhado lar.Mas, verdade seja dita, ele é tão grudado no Totó, outro que está debutando na ho$pedagem na Sônia, que a adoção de ambos ficou truncada, pois eu quis que fossem adotados juntos,  e isso nunca aconteceu.


Na real eles são tão adaptados com a Sônia que hoje seria estranho tirá-los de lá. Com certeza eles já encaram a casa como sua e seus aumiguinhos de hospedagem como membros da mesma família, e isso ficou claro semana passada. Belinha é da Sônia Maria, a dona da casa/ho$pedagem onde eles ficam.  Fred foi ficando por lá e se enturmando com todos. É um cão mega social! E leal até o ultimo pelo do corpo. Tipo do cão bom. Se eu morasse numa casa, Totó e ele estariam comigo, para sempre! E pelo que se viu, a amizade dele não é só com o Totó. Tanto que arriscou sua vida para salvar - e salvou - a Belinha. Fiquei orgulhosa, embora temerosa por ele. Calma, já vou contar.

Semana passada Sonia foi passear com seus cães e alguns hospedados, como sempre faz,  a noite. Belinha, Fred, Totó e Joca, os mais antigos na casa, a acompanham, sem guia. E assim a matilha passeia tranquilamente, há anos. 
Mas nessa noite, por descuido, a Rottweiler de um dos vizinhos estava solta. Resultado? 
O que sempre acontece quando cães não sociáveis se soltam: Ela atacou a Belinha, essa lhasa de 9 anos, ao lado. Com a gritaria que se sucedeu - a Rott com a Belinha na boca, que pegou pelas costas -  Fred nem piscou. Num impulso de herói pulou em cima da Rott, a empurrando com uma voadeira!  Com o susto e o desequilíbrio, ela soltou a Belinha, com as costas furadas da mordida, tadinha. 
Quando ela ia atacar de novo Fred foi pra cima dela novamente e impediu novo ataque. Ele teve sorte. Podia ter morrido - ambos. Mas entre ganidos e gritos a tutora da Rott a chamou e ela correu para casa. Mesmo assim, Belinha se machucou bastante. Se não fosse o Fred, teria virado estrelinha ali mesmo. Sonia me ligou, contando o ato heróico dele, confirmando o que eu já sabia: Ele é um baita cão! Leal, de boa índole, amigo, tudo de bom e agora é um herói. Me preocupa o fato deles passearem sem guia, mas assim eles se acostumaram e tirar isso deles, agora, não sei se seria saudável. Enfim, muitas dúvidas sobre como os tratamos. Espero que Fred não se meta mais em brigas pois ele não é um brigão - É sim, um herói. Sua intervenção salvou a Belinha, isso é fato!  Para ler mais sobre esse anjo, acesse os links abaixo, para saber mais sobre esse lindo:
Fred e Totó prontos.../Fred fez cirurgia /Fred e Totó








   





Quem sabe você os adota e tem um herói em casa? Porque o amigão Totó tem que ir junto, e seu terreno tem que ser grande, para que eles não sintam vontade de passear (como isso me aflige!). Eu ficaria bem mais tranquila. Embora já sintam a casa da Sônia como deles, ainda é tempo de terem um LAR. Quem sabe? Uma coisa é certa: eles são o máximo! Quem os adotar vai saber. 



quinta-feira, 26 de novembro de 2015

EBA! KATE adotadíssima e fé renovada!

Viram que maravilha? 
Essa é a prova de que ainda resta esperança para todos os que chamamos, carinhosa e merecidamente, de encalhados. Kate era dessa turma, mas agora tem uma família consciente e um maninho, também resgatado por sua mammy e um gatinho, que ela tem medo. Aliás, Kate tem medo de tudo, por conta de sua vida sofrida e nada bonita na casa de sua família (?) anterior. As fotos falam por si. Ela é irmã da Léka, resgatada da mesma casa, nas mesmas condições, e já adotada. Léka eu peguei em 2011 e ela em 2012. Assim elas sobreviviam, como conseguiam... 

Foto do dia do resgate e se escondendo na casinha, já no lar de apoio mais bacana que eu já pude contar. Foram 4 anos de parceria com Delci e Gelson. Gratidão sempre! Que vocês recebam todo o bem em dobro! Obrigada! 


ADOTADA (abaixo) - primeiro dia, conhecendo seu maninho e seus tutores. 








Post do dia do RESGATE. Leia?


Algumas fotos de ontem, em visita a família, depois de um mês e com a adoção confirmada. Estava feliz, passeando na praia com sua mammy e maninho, ambos de corte moicano nos pelos, fofos! Tenho muitos posts dela. Se você quiser ler mais, é só pesquisar KATE ou PAPOULA. Nos outros posts agradeço todo mundo que, de uma forma ou de outra,  ajudaram a Kate (ou Papoula). Neste meu agradecimento vai para a Ivone que a hospedou de imediato e para a Poliana que também a hospedou e levou ate os adotantes. Eles viram a Kate no BLOG mesmo.
  












































PS: Tenho pena do futuro de pessoas que veem isso e nada fazem.
Fico indignada com quem deixa marido ou qualquer outro familiar ser cruel com animais. Tenho, as vezes,  que me controlar, ao ver ou perceber, maldades que seres humanos são capazes de cometer! Kate é uma vítima desse tipo de gente que mantenho bem longe de mim. Aliás, qualquer pessoa que é ruim por puro prazer, eu abomino.  BO neles e rezando por justiça = terrena & divina!
SEJA FELIZ KATE
querida!



  

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Notícias de Puppy & Teddy, adotados

Hoje foi um longo, lindo e proveitoso dia. Fui visitar alguns adotados e voltei com a alma em paz. Estes dois lindos já estão há tempo adotados e confirmadíssimos. Só hoje percebi que não fiz post sobre a adoção deles. Para saber um pouco mais, leiam AQUI.
Também fui visitar uma  outra cadelinha adotada há 1 mês, cuja adoção, que contarei amanhã, vai encher protetores e amigos de esperança! 

Voltando aos 2 anjos das fotos: 
Teddy é um xodozinho, todo delicado e alegre, faz sucesso no banho e tosa! Já o Puppy está mais hominho e se mostrando um grande guardião da casa. Pensa que tem porte grande; é de personalidade forte. Não é exatamente brabo, mas o temperamento transborda numa compleição miúda. É engraçado e fofo! Bater fotos de 2 elétricos não é fácil, mas vou compartilhar, mesmo assim, algumas que bati hoje e outras que tenho salvas aqui. Eles tiveram sorte, especialmente o Teddy que foi devolvido aos 6 meses e que está muito bem nessa segunda adoção - Ufa! Obrigada Ana Paula e família, pelo amor demonstrado e por se importarem. Fotos em ordem decrescente. A de cima foi enviada pela adotante, 
na primeira semana deles com a família.

 Hoje 

 No dia da adoção deles, em agosto.


 Os dois no meu apto. Teddy quando foi devolvido, 
e Pupi, ainda comigo.


 Visitando um possível lar de apoio que não se concretizou.

Abaixo, os dois ainda bebês, no apto. 
Depois de todos os cuidados, tudo que queremos é que sejam bem cuidados, afinal, ADOTÁ-LOS é opcional.

 






 
          O Teddy, para sobreviver, foi criado na base da mamadeira, 
como seus outros irmãos, até a mamãe deles ter leite.
 Não é nada fácil cuidar de filhotes e claro que a gente se apega!
Para que tudo valha a pena, "cuide bem do seu amor, seja ele quem for".


terça-feira, 24 de novembro de 2015

ADOÇÃO DE FILHOTES & DEVOLUÇÕES.

Poliana anda inspirada! Como nas redes sociais estes textos acabam se perdendo, compartilho aqui o que ela escreveu sobre ADOÇÃO DE FILHOTES e DEVOLUÇÕES. 

Não entendo o porquê da relutância em adotar adultos, especialmente quando são para apartamentos e se a pessoa não sabe ou não tem tempo de educar. Filhotes dão trabalho, sim. MUITO. Estragam coisas, sim. Tem que ser desprendido ou pagar educadores de cães para ajudar no manejo. Como crianças. Aliás, eles SÃO E ENTENDEM COMO UMA CRIANÇA de 3 anos, já há estudos sobre isso. E sentem. Leia mais A Q U I  e também o texto da Poliana, abaixo. MUITO bom mesmo. 


Depois do prazo estipulado de experiência, se você deu sua palavra, assuma o anjo. Se devolver, arque com as despesas, ao menos. E mesmo assim não é justo, né? Leiam o texto abaixo? 


Hoje é dia de escrever...
Muita gente prefere adotar filhotes. Realmente não entendemos o porquê dessa preferência, mas ok. Usam os seguintes motivos: que é pra se acostumar mais fácil, que é pra educar, que é pro filho pequeno, que é pra crescer com o filho, entre outros. TUDO BEM! É um direito da pessoa querer um filhote, mas vamos conversar:
1. Acostumar: nós tiramos das ruas cães adultos e eles se acostumam facilmente conosco porque temos boa vontade. Se você tiver também, não tenha dúvidas que o cão vai se acostumar. É só querer. Muitos até já sabem o lugar do xixi e do cocô, muitos nem choram e já temos a certeza do tamanho e do temperamento, coisas que são IMPOSSÍVEIS de saber em um filhote.
2. Educar: como você vai conseguir educar um filhote se passa 8 horas por dia fora de casa? O cachorro vai ficar sozinho, com tédio, vai roer coisas, vai fazer xixi no tapete, vai chorar e você não vai estar em casa para: educá-lo! E o piooooor: você não terá tempo para educá-lo e vai transformar o cão num animal problemático!!!!! Cães adultos não precisam de toda essa atenção. Já são entregues com um temperamento definido.
3. Filho pequeno: alguns filhos pequenos são tãããão pequenos que nem devem receber cães novos na casa! Principalmente cães filhotes que também são bebês! O bebê humano não terá noção dos limites e poderá machucar o bebê canino. O bebê canino não terá noção dos limites e poderá machucar o bebê humano. Um vai apertar e esmagar, outro vai brincar de morder e arranhar. Cães adultos são mais tolerantes para conviver com crianças e já teremos certeza se podem ou não conviver com um bebê. Mesmo assim, sempre com a supervisão dos pais.

4. Crescer com o filho: muitos filhos não sabem nem limpar o bumbum, você realmente acha que eles vão se importar com a idade do cão? Não, não vão! Se o pai ou a mãe não encherem a cabecinha da criança com isso, eles não darão importância pra idade. E os mesmos cuidados do item acima são válidos aqui.
Aí você pergunta: "Por que tudo isso? Vocês não querem ajudar os cães filhotes?" Não é nada disso!!!! Muito pelo contrário! Esses alertas ajudarão os filhotes mais do que você pode imaginar, pois não são todas as famílias que PODEM/CONSEGUEM ter filhotes. Muita gente tem paciência, tempo, disposição pra cuidar e educar filhotes, mas muitas pessoas não! E quando alertamos, não gostam, se ofendem, fazem cara feia...
Essas famílias despreparadas adotam filhotes liiiindos, queridos, engraçadinhos e não dão conta! Depois de meses DEVOLVEM o animal cheio de problemas de temperamento, traumatizado e com pouquíssimas chances de adoção.
Não é justo você tirar a chance de um animal encontrar uma família de verdade e responsável na idade que eles têm mais chances, para devolver um animal que poderá ficar encalhado pelo resto da vida. Não é justo com o animal, com o protetor que o resgatou e com a nossa luta toda.
Filhote não é pra qualquer um!" 



domingo, 22 de novembro de 2015

Domingo de bobeira, só de olho.


Nada de novo por estas bandas...
Ops, parece que vem vindo gente aí. 
Ahá! O que vocês querem na minha área?
 Vão embora! Não estão me ouvindo? 
Gente chata!

Nota: estas fotos foram tiradas pela minha filha Camila no dia que fomos até um condomínio de casas em São José/SC procurar a Amy, uma cadelinha que doei há 6 anos e está perdida pela área. 
No tal condomínio encontramos essa figura aí de cima. 
Claro que tínhamos que registrar. 
Me lembrou a música da Adriana Calcanhoto "...pela janela do quarto...eu vejo tudo enquadrado..."
Esse cãozinho tem um companheiro (a?) que tb olha pelos outros furos, mas
não como ele, que fica olhando o movimento da rua, cuidando. Fofo, né?
Esta foto é da lateral da casa. Na frente eles podem ver as pessoas pelo 
portão da garagem. Pena que nem sinal da Amy ...

PS: AMY foi encontrada, ufa!