domingo, 26 de julho de 2015

Presente de domingo - GAIA

Abrir o Facebook ( sou das raras pessoas que não vivem conectadas) e dar de cara com o depoimento abaixo, enche a alma de alegria e esperança na humanidade!
A Gaia foi resgatada pela Tina Laus. Eles a adotaram via Fica Cãomigo. Aliás, Helena me ligou para adotar a Hebe, mas a Gaia precisava mais e se mostrou perfeita para eles. Helena e Murilo são adotantes que fazem tudo valer a pena. Eles estão, há 2 meses, como LAR DE APOIO da CORA, ainda para adoção. 
Pegaram 2 bebês para me ajudar, Clara e Cora, mas sobre elas, ainda vou escrever. O post de hoje é para registrar o lindo e emocionante relato da Helena, com meu agradecimento, por tudo! Aaixo o cartaz da Cora, para compartilharem a vontade - as vezes eu esqueço dos meus limites e assumo mais do que posso. Minha sorte são pessoas como vocês, cuja ajuda, sempre bem vinda, torna possível salvar muitas vidas abençoadas! Gratidão por tudo! 

Helena Schuler 








E hoje faz um ano dessa foto! Um ano que essa coisinha preta entrou na nossa casa e na nossa vida! Toda acanhada, com medo. Aos poucos se soltou e hoje é a nossa maior parceira pra tudo! 
Quem me conhece sabe que eu não era muito de cachorro. Não tinha nenhum apego. Mas com a adoção da Gaia, mudei! Ou melhor, posso dizer que ela, definitivamente, mudou minha vida! Me mostrou um amor e uma lealdade que até então eu desconhecia. Às vezes me pego pensando como pode a gente amar taanto uma coisinha assim, que nem 'fala'? Mas tudo que eu preciso saber eu vejo através desses olhinhos de mel, que correspondem todo o amor que eu sinto. A gente acha que é a gente que vai mudar a vida de um cachorro resgatado quando adota ele, mas na verdade eles que mudam nossa vida. A gratidão e o amor que eles nos dão, é maior que tudo! Mas nem só por esse novo tipo de amor que a Gaia me mostrou que eu posso dizer que ela mudou minha vida. Ela também me fez ver uma nova realidade, a qual a gente, muitas vezes, prefere ignorar: a realidade do abandono e dos cachorros de rua.
Por conta dela comecei a entender mais sobre esse assunto e hoje me dói o coração de ver o quão gritante essa realidade é, e muitas pessoas preferem não ver. Por causa dela hoje sou lar temporário, em busca de um lar amoroso para outra cadela abandonada, esperando que ela tenha a mesma sorte que a Gaia teve, de encontrar uma casa com tanto amor como ela tem. E me quebra o coração estar, há meses, buscando uma casa pra uma filhote linda, querida e amorosa - por enquanto sem nenhum resultado, e ver pessoas fazendo fila para pagar valores absurdos por filhotes 'de raça'. Sério mesmo? Qual a diferença que eles tem? A vira-lata linda que tá aqui em casa (e que não 'custa' nada) não vai te dar o mesmo amor que o filhotinho da moda pelo qual você quer pagar mais dinheiro que muita família por aí ganha durante o mês todo? Desabafos à parte, essa pretona linda aí mudou minha vida, alegrou minha casa e me fez conhecer outro tipo de amor, que eu espero que todo mundo possa experimentar em algum momento da vida! Ela também me fez conhecer novas pessoas, com os mesmos ideiais e que, com certeza, fazem o mundo melhor através de suas atitudes (Tina LausFica Cãomigo Annita). Fica minha dica: ADOTE! ADOTE! ADOTE! Além do amor incondicional do cão adotado, você ainda está ajudando uma vida e fazendo algo de bom para o mundo!! LOVE YOU AND THANK YOU GAIA!
— com Murilo Lenhardt.