segunda-feira, 14 de abril de 2014

EBA! CANDY adotada e outras coisas...


Candy foi adotada em 22/03 num Evento de Adoção do Instituto É o Bicho. Ontem a visitei e ela estava linda, de bandana do pet shop, potes com água e comida e uma caminha na área de serviço - com travesseiro - a chique! Parei o carro e espiei para dentro do quintal. Ela, alerta, logo veio. Me olhou e foi um ganido só. Sua dona veio ver o chororô e me recebeu muito bem, mesmo eu chegando sem avisar...
Quando entrei foi uma festa. Pecado! Mas ela ficava pulando em mim e na Noemia alternadamente - bom sinal. Depois de uma sessão de carinhos-mata-saudade ela acalmou e, enquanto eu conversava com sua nova tutora, ela foi calmamente se instalar na caminha dela. Demorei para visitá-la por problemas pessoais e estava meio aflita mas, ainda bem, ela está ótima. Com saudades (normal) mas adaptada. Na hora que fui embora ficou em seu cantinho. Mais uma protegida segura e bem, ufa! Candy estaria melhor com uma companhia mas a dona é consciente, pode ser que mais tarde se mude para um apto e não quer dois, a menos quer encontre o Lhasa deles, que fugiu... Cães de raça não castrados são difíceis de serem devolvidos - ESTERILIZE SEMPRE, identifique e evite fugas e furtos!

Eis o primeiro post da Candy  
 clique aqui

Desde a primeira vez que a olhei nos olhos ela me inspirou uma ternura imensa. Cães são como as pessoas; não pense que existem dois iguais. Como humanos, cada um tem seu temperamento, olhar,  carisma, personalidade e uma maneira de se comunicar. Na família temos 5 cães que convivem -mais ou menos- em harmonia e NENHUM é, nem ao menos, parecido com o outro! Assim é com os que a gente resgata;  alguns a gente olha e se apaixona embora de todos a gente cuide. Candy é assim -  Tem uma "candura" no jeito de olhar que a gente se derrete! Difícil conhecê-la e deixá-la ir... nessas horas é que uma hospedagem faz milagres para nosso emocional  porque se ela tivesse vindo para meu apto não sairia - não mesmo! - e estaria instalado o caos porque ela é cheia de energia e por aqui todos têm mais de 5 anos. Já deram uma "acalmada básica" embora brinquem um monte! Aliás, isso eles nunca param pois eles são eternas crianças (leia aqui), daí já viram, né? Gostam de uma festa!
Meu sincero agradecimento à Tania Zink Cunha que foi sua madrinha de ho$pedagem durante os 3 meses que ela ficou na Sônia. 
Desejo a todos MUITAS FELICIDADES!

Candy foi resgatada em setembro último. Até agora, foi meu último resgate e estou com o firme propósito de (tentar) não resgatar mais.  

Não, não saí da causa. Ninguém sai. A pessoa pode diminuir o ritmo, ajudar de outras formas mas jamais vai conseguir fechar os olhos a um animal necessitado, uma vez que eles tenham sido abertos. 


É um caminho sem volta mas há inúmeras maneiras de ajudar e resgatar é, de longe, a mais penosa pois TEMOS que doa-los e isso  dói e nem sempre as pessoas valorizam, se dedicam ou conseguem sentir por eles o mesmo afeto. Mesmo que eles sejam bem adotados sempre ficam as lembranças e um sentimento de traição pois eles também se apegam a nós...é o tal do mal necessário...mas enfim, 2009 e 2010 foram os anos em que eu fazia exatamente como a protetora do cartaz acima. Não faço mais. Daqui para frente espero ajudar de outras formas, a menos que outra CANDY me apareça pela frente...