terça-feira, 13 de agosto de 2013

Cães pegam gripe?

Esta semana peguei uma gripe daquelas, da minha filha humana! Ela veio, ficou mal, febrão etc e eu cuidei dela, bem de pertinho, grudada como eu gosto. Como nunca pego gripe, nem me cuidei. Imagina...No dia que ela ficou boa, parecia piada, eu caí de cama, como tudo que tinha direito. Daí ela foi para a cidade dela e eu fiquei com meus 3 cães mais uma hóspede canina que está se restabelecendo de uma cirurgia complicada aqui no meu apto. Outra doente. Fiquei e ainda estou mal e me preocupei: - e se os 4 cães que tenho aqui pegarem minha gripe? E me veio a pergunta óbvia: cães pegam gripe? Sei que eu deveria saber mas, confesso, não sabia. Por isso pesquisei e divido com vocês. Imaginem nós 5 doentes? Quem merece? Bem, esta semana devo melhorar. Hoje saí de leve e me deu um acesso de tosse daqueles! Um vexame! Mas isso também passa....vejam abaixo:
"Pode até parecer engraçado, mas os cachorros também podem sofrer com problemas respiratórios, como a gripe. O número de casos de traqueobronquite infecciosa canina aumenta no inverno, por causa da constante alternância de temperatura. A equipe do Clicatribuna foi atrás de um especialista para tirar as dúvidas sobre a doença.

Os sintomas são oscilações de temperatura, febre, tosses secas e sem catarro, além da diminuição na alimentação. “Os cachorros pegam a doença em contato com outros animais da mesma espécie”, afirma o proprietário de um pet shop e estudante de veterinária Cláudio Júnior.

Ele explica que, para evitar que o animal seja contagiado, é necessária a imunização em duas doses, que custam em média R$ 50. Pode ser feita a vacinação ou imunizar o animal pelo meio intra-nasal. “Caso não se tome cuidado, o cão pode correr risco de vida. Não pela gripe, mas pode contrair outras doenças por estar com a imunidade baixa”, explica Júnior.

Segundo ele, o indicado é evitar que os bichinhos fiquem em locais úmidos, para que a gripe não se agrave. As roupas não influenciam tanto na questão da gripe. “É mais estética, porque o animal já tem os pelos para que ele controle a temperatura média do corpo”, conta.

A doença não pode ser contraída pelo ser humano e nem o ser humano pode passar uma gripe para os cachorros. O tratamento é por meio de antibióticos e começa a surtir efeito em cerca de cinco dias. “Este ano aumentou a incidência da gripe. Mas creio que foi porque aumentou o número de animais nas casas dos criciumenses”, diz Júnior.


Fonte: http://www.atribunanet.com
 Publicado em 27/06/2011