segunda-feira, 27 de maio de 2013

Comovente relato: NINA do parque (?) ADOTADA

Não conheço a Mariana mas os compartilhamentos do Facebook chegam longe  - por isso é tão importante que compartilhemos cartazes de animais perdidos e para adoção. Me emocionei quando li. Sucinto, sincero e comovente. Digno de um começo de semana. Entrei em contato com ela e pedi para divulgar. Boas notícias dão esperanças a todos, sempre é bom! Abaixo do relato mais dados que esclarecem um pouco mais a história. Se você gostaria de ver alguma coisa relacionada a animais publicada aqui no BLOG, escreva para ficacaomigo@gmail.com.
De presente para vocês a história da NINA, resgatada pela Mariana Silveira.Boa semana!

"Conheci a Nina há algumas semanas, no Parque de Coqueiros. Percebi que, diferente dos outros cachorros que estavam lá brincando, ela não voltaria pra casa quando todo mundo fosse embora, porque ela não tinha casa.

Ofereci água, comida e carinho. Ela adorou. Nos outros dias, continuei levando isso. Percebi também que nunca ninguém deu água pra ela. Tipo, ÁGUA. As mesmas pessoas que dizem gostar de cachorro.


A Nina foi sempre invisível. Não sei se não enxergavam ou fingiam não enxergar. Na verdade, só vi alguém olhar pra ela pra dizer "saai, passa", porque cachorro de rua não tem direito de chegar perto de cachorro de "raça", nem direito de brincar com os outros.


Resolvi levá-la pra ser castrada e, enquanto estivesse na hospedagem se recuperando, tentaria uma adoção, mesmo parecendo impossível. Pois bem, dediquei só algumas horas da minha semana e consegui. 
Hoje a Nina doce, querida e fofa foi para um lar. Agora ela tem casa, comida, amor e um irmão dog chamado Billy. Vai, Nina, tua vida começa agora ♥♥

Mariana Silveira"



PS: "O espaço que as fotos mostram  é onde ela vai ficar, junto com o Billy. É todo murado. Cada um tem sua casinha em lugar coberto. Eles pegaram o Billy da rua quando ainda era um filhote, hoje ele tem 12 anos e ficou mais ativo quando a Nina chegou! Na casa tem outros cachorros  mas ficam separados. É uma casa bem grande."