domingo, 23 de setembro de 2012

Milagres acontecem...


Para quem neles acredita.
 Este foi mais um:  
SNOW foi adotado pela Diane, que já adotou a Melzinha comigo e  fazia Lar de Apoio para ele desde o dia 2/09. Ele a conquistou e ganhou uma linda mamãe. EBA! 
                                        
                        
Peguei SNOW na clínica assim, assustadinho, medroso e cheio de dores. Um trapinho, todo encolhido, magrinho, com fome, olhos turvos e ossos
aparecendo. Mas com cuidado e carinho foi melhorando. Muito! Para terminar a semana com chave de platina,   divido com vocês mais uma história de "encontro divino" onde um cãozinho idoso encontrou uma dona sem preconceitos e com muito amor, para cuidar dele. Claro que ajudarei no que for preciso. Adoções como a dele, no curto espaço de tempo que foi,  nos enchem de esperança na raça humana. Obrigada Diane pela adoção do SNOW e da MELZINHA! Conte comigo sempre!


 Os dois links que contam a trajetória desse lindão sofrido, mais uma vítima 
do descaso e negligência, no bairro Rio Vermelho, estão aqui:
Como sempre, trabalhamos em equipe, para somar e conseguir que cada um encontre sua família humana, o que deixa todos MUITO felizes. Agradeço ao querido amigo Eduardo Nasi, que se ofereceu para traze-lo ao centro; ao Adriano Hargan que pagou o primeiro mês de ho$pedagem, consulta, rações  e  raioX;  Dra. Tatiane que o atendeu e tratou, atenciosa como sempre e a Clinica Veterinária 3 Irmãos da Luiz Delfino que deu de presente sua tosa e banho. À Sônia Maria, que sempre consegue uma vaga na sua casa para eu poder colocar os anjos que eu resgato, minha gratidão - Ele precisou de cuidados diários e muita paciência!  
Meu obrigada, ainda, à Laura Tabajara e Leila Pacheco que, com a doação de 2 bicicletas me ajudaram a pagar o tratamento dentário completo do meninão, sua castração com anestesia inalatória, ração senior e toda a medicação necessária para seu conforto e dignidade. Esse sorrizão desdentado na frente não tem preço! Obrigada SNOW - Sempre me sinto  feliz por fazer parte de histórias como a sua. Me responsabilizar por você e acompanhar sua recuperação foi uma delícia. 
Encontrar Daiane e você saindo da clínica arriscando apoiar a patinha no chão, todo feliz, sem dores e me reconhecendo, uma alegria indescritível. Valeu !