domingo, 30 de setembro de 2012

Cartazes NÃO ABANDONE

Muitas pessoas acreditam que se largarem seus animais no mato eles "se viram", ou em algum bairro que mora alguém que gosta de animais pois "o pegariam/adotariam também"  e coisas assim.....MITOS,  na verdade! Quem gosta não tem mais ONDE colocar cães e gatos e eles NÃO "SE VIRAM" . Nem existem mais latas para virar e a quantidade de animais na rua é assustadora. A solução é educação + castração.









sábado, 29 de setembro de 2012

Protetores de Animais

Gostei muito desses 2 cartazes que encontrei na internet. Exprime meu  pensamento, pois a maioria é exatamente assim. Nunca esqueçam que protetores podem não se dar bem entre si, por muitas diferenças de personalidades, como em um ambiente de trabalho. Normal. Não somos santos, longe disso, mas fazemos parte do único voluntariado onde damos, além do nosso tempo, nossos recursos financeiros, mas não somos empregados da cidade nem das pessoas. Ajude também e, se não puder ajudar, ao menos respeite e não atrapalhe. Obrigada 





sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Estamos "PASSEANDO" pela cidade!

 FICACÃOMIGO agora está rodando pela cidade, no taxi do amigo e protetor José Luís Guimarães Netto.  Ressalto que esta arte é de 2008,  criada por um grupo de pessoas que fizeram esta campanha para fixar nos onibus da cidade, para evitar abandonos de fim de ano. Fui uma delas e esta foto e frase são minhas. Este cão foi retirado de um "abrigo" que existia... Por isso e por vários outros casos famosos, acho abrigos ruins, a menos que administrados por MUITAS pessoas e subsidiados pelo governo. O custo é realmente elevado, tornando muitas vezes estes locais, que inicialmente seriam para SALVA-LOS, em campos de concentração e morte lenta por doenças e fome. Uma degradação da vida. Quem quiser colocar no seu carro, entre em contato com o Zé, nos fones 8447 2510 ou 9620 0546. Ele faz a arte para você e instala a película. Bacana, né?  
E aqui estão as outras artes, usadas na época. Se cada pessoa que contribuiu quiser se registrar abaixo, agradeço. Lembro que Jane Mascchio, Volnei Matté, Mauro e Silvia Ribeiro e outros integrantes da extinta ONG Abaré, em Floripa, participaram. Como eu disse, foi uma ação conjunta, patrocinada por todos. As fotos são de casos resgatados em Florianópolis/SC.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O primeiro resgate a gente nunca esquece

E aqui fica o registro do resgate do ANJINHO, pela querida Amanda Daux Duro. Ela estava indo para um compromisso marcado mas não teve dúvidas. Ao ve-lo correr para o meio da rua, para fuçar um saco de lixo que ali estava, quase sendo atropelado,  parou o carro, pegou no colo  e fez o protocolo completo, sozinha:  Levou para uma clínica veterinária, fez exame de sangue para ver o estado geral de saúde, administrar vermífugo, verificar se tinha pulgas,  carrapatos, olhar os ouvidos, tudo! Ele se comportou lindamente e retribuiu aos carinhos, feliz. Como seu próprio nome já diz, um anjo. Depois o levou para seu apto pois filhotes sem vacinas fica bem complicado colocar em ho$pedagens cheias de animais. Eles são muito vulneráveis a alguns vírus que podem ser letais para animais com imunidade baixa, que é a condição da maioria resgatada nas ruas, em estado de abandono. Já se  familiarizou com o lugar, seus habitantes humanos e caninos e cada dia conquista mais os corações de todos! Ele está para adoção. Se você quiser adotar o ANJINHO escreva para ficacaomigo@gmail.com. Parabéns Amanda, como sua mãe, você tem uma alma delicada e sensível e não pensa 2 vezes para salvar uma vida! Que você receba todas as bençãos pela sua atitude e se conserve assim. Bem vinda ao "time" ! 

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Adote um animal de rua!

 No seu bairro tem algum cãozinho abandonado? Você sente pena? Não precisa. Você pode acolhe-lo. Leve no médico veterinário e ADOTE. Salve uma vida! Você terá um amigo para sempre mas não esqueça de castrar para que ele não aumente essa população abandonada. Mas me conte que eu quero divulgar, tá?



terça-feira, 25 de setembro de 2012

Apresento LÉKA, para adoção

 E o vento sul de hoje em Floripa trouxe essa mocinha, do norte da ilha para o centro, pelas mãos do Eduardo Nasi, amigo querido que deu carona para que a Léka viesse para a clínica, ficasse linda e sem pulgas, para poder encontrar sua família humana. Uma que lhe dê tudo que lhe é de direito. Léka tem porte pequeno/médio e está magrinha. Tem 2 anos e já foi  castrada. Seu estado geral é bom.  Semana que vem será vacinada e poderá ser adotada. Você quer adotar, ou conhece quem a queira? Se dá bem com qualquer cão e com crianças. Uma amadinha que não tem culpa do mundo ser como é. A coloquei numa ho$pedagem. Compartilhe, por favor? Obrigada




segunda-feira, 24 de setembro de 2012

GUARDA RESPONSÁVEL


Muito se fala sobre guarda responsável de animais. 
O que é isso, exatamente? 

O mesmo que cuidar de um filho que é seu dependente para sempre, embora eles também envelheçam. É ler sobre o assunto. MUITO. Se o cão for de raça, leia sobre as necessidades específicas da raça que você optou por cuidar, ou seja, esteja atento às necessidades do seu pet. Vacinar, providenciar comida de qualidade, tratamento dentário, tudo que um ser precisa para viver com dignidade. E castrar. Você jamais saberá como e onde estarão os descendentes do seu animal, que você deixou nascer neste mundo tão hostil para com eles.
Cuide, respeite, proteja, ame e nunca pegue se não puder cuidar até o fim da vida deles. Eles sofrem e são capazes de amar incondicionalmente, qualidade cada vez mais escassa no ser humano. Sempre deixe seu animal com coleira de identificação e não o leve para passear sem guia. se algo lhe acontecer, como ele ficará? Eles não falam onde moram. Tenho muito mais a dizer sobre o assunto mas o texto do Momento Espírita, abaixo, exprime o sentimento. Quer adotar? Cuide. Quer comprar? Cuide também mas veja bem de onde vem seu filhote, se não é mais uma vítima desse comércio ilegal de vidas, muito cruel.

 Boa semana, com responsabilidade. 

Os animais, nossos irmãos
  Redação do Momento Espírita. maio de 2008

        Quando nascem, despertam a atenção e o carinho dos humanos.
São engraçadinhos, frágeis, tão pequenos.
        Cãezinhos de raças diversas são requisitados pelas crianças que desejam fazer deles seu brinquedo. E assim, eles são levados para casa. Por vezes, adquiridos a alto preço,  pelo pedigree, pela pureza da raça.
        Enquanto pequenos, tudo é levado em conta, de peraltices próprias de quem está descobrindo o mundo ao seu redor. A criança o leva para todo lugar, e o cãozinho a segue, sempre fiel. Não é raro que durmam juntos e, à mesa, o animalzinho fica ao lado, aguardando os bocados que o pequerrucho lhe passa à boca.
        Brincam juntos no jardim, no interior da casa, nas piscinas.
        A criança nem sempre é suficientemente cuidadosa e por vezes, pisa na cauda do cão, puxa-lhe as orelhas, aperta-o em demasia.
        O animal solta um latido meio sufocado, dizendo da dor que sentiu, mas continua fiel, nem pensando em revidar a agressão, mesmo involuntária.
        Pulam, saltam, correm um atrás do outro, enquanto as
 horas vão somando os dias...Cresce o animal. Agora,já não é tão engraçadinho assim. 
Ele solta pêlo por todo lugar e, porque ninguém lhe ensinou o que ele podia e o que não podia fazer, é castigado porque arranhou o sofá da sala. Porque mordeu o chinelo recém comprado.
        Porque rasgou a bola, com os dentes. Ou porque as suas necessidades fisiológicas foram feitas em lugares inapropriados. A criança também cresce. Os interesses mudam.
E, um dia, o animal que vivia em uma família, rodeado por todos,
dentro de casa, gozando da confiança doméstica,
se vê colocado no quintal. Mas, como faz buracos, traz terra para o piso da garagem, 
é preso a uma coleira e uma corda. Ao menos fosse em lugar confortável. Contudo, por vezes, fica exposto ao sol, à chuva, ao vento. Preso!
        Suas pernas desejam correr, pular. Sua cauda abana a cada barulho significativo, seu bem conhecido, que os ouvidos registram: o carro chegando; a algazarra das crianças vindo da escola; o barulho da bola quicando no muro, no chão, na mão, no muro...
        Quando as luzes se acendem na casa, ele olha e fica aguardando
que alguém se lembre dele, outra vez.
        Finalmente, chega um dia em que ele é colocado no carro da família.
Vai alegre. A viagem é longa, por estradas que não acabam nunca.
Então, o veículo estaciona.
        Ele corre para fora, esperando que alguém o chame,
que corra atrás dele. Mas, logo percebe que o carro fecha as portas de novo e arranca, 
perdendo-se na poeira da estrada.
        Ele corre, tenta alcançar. Por que eles não param? Por que o esqueceram?
        Indesejável, foi abandonado.
        A partir daí, sua vida será um peregrinar pelas estradas, pelas ruas, à cata de comida, água, um lugar para morar. Cachorro sem dono.
        Não chegue perto. Ele pode morder.Não toque nele. Deve estar doente. Veja como está magro. Cachorro de ninguém. Seus dias acabarão logo mais, sob as rodas de um automóvel, ou por enfermidade ou tristeza.
                                                        * * *
        Pensemos, olhando nossos animais de estimação, como
os estamos tratando. São seres vivos: têm fome, sede. Sentem cansaço, calor, frio.
        Sobretudo precisam de afeto, de  atenção.
        Os animais estão sob a guarda e proteção dos homens.
        Assim dispôs a Lei Divina: que o homem os protegesse e amparasse.
        Não percamos de vista este dever para com nossos irmãos neste mundo, os animais.


Vida de cão

Clara Meireles, que já adotou 2 cãezinhos, um deles a linda Tequila, me apresentou este BLOG http://mentirinhas.com.br/vida-de-cao  que eu adorei. Obrigada!

Sem comentários

domingo, 23 de setembro de 2012

Milagres acontecem...


Para quem neles acredita.
 Este foi mais um:  
SNOW foi adotado pela Diane, que já adotou a Melzinha comigo e  fazia Lar de Apoio para ele desde o dia 2/09. Ele a conquistou e ganhou uma linda mamãe. EBA! 
                                        
                        
Peguei SNOW na clínica assim, assustadinho, medroso e cheio de dores. Um trapinho, todo encolhido, magrinho, com fome, olhos turvos e ossos
aparecendo. Mas com cuidado e carinho foi melhorando. Muito! Para terminar a semana com chave de platina,   divido com vocês mais uma história de "encontro divino" onde um cãozinho idoso encontrou uma dona sem preconceitos e com muito amor, para cuidar dele. Claro que ajudarei no que for preciso. Adoções como a dele, no curto espaço de tempo que foi,  nos enchem de esperança na raça humana. Obrigada Diane pela adoção do SNOW e da MELZINHA! Conte comigo sempre!


 Os dois links que contam a trajetória desse lindão sofrido, mais uma vítima 
do descaso e negligência, no bairro Rio Vermelho, estão aqui:
Como sempre, trabalhamos em equipe, para somar e conseguir que cada um encontre sua família humana, o que deixa todos MUITO felizes. Agradeço ao querido amigo Eduardo Nasi, que se ofereceu para traze-lo ao centro; ao Adriano Hargan que pagou o primeiro mês de ho$pedagem, consulta, rações  e  raioX;  Dra. Tatiane que o atendeu e tratou, atenciosa como sempre e a Clinica Veterinária 3 Irmãos da Luiz Delfino que deu de presente sua tosa e banho. À Sônia Maria, que sempre consegue uma vaga na sua casa para eu poder colocar os anjos que eu resgato, minha gratidão - Ele precisou de cuidados diários e muita paciência!  
Meu obrigada, ainda, à Laura Tabajara e Leila Pacheco que, com a doação de 2 bicicletas me ajudaram a pagar o tratamento dentário completo do meninão, sua castração com anestesia inalatória, ração senior e toda a medicação necessária para seu conforto e dignidade. Esse sorrizão desdentado na frente não tem preço! Obrigada SNOW - Sempre me sinto  feliz por fazer parte de histórias como a sua. Me responsabilizar por você e acompanhar sua recuperação foi uma delícia. 
Encontrar Daiane e você saindo da clínica arriscando apoiar a patinha no chão, todo feliz, sem dores e me reconhecendo, uma alegria indescritível. Valeu !

sábado, 22 de setembro de 2012

WEEAC 2012 em Floripa = DOMINGO 23/09

Dia Mundial Pelo Fim da Crueldade e Exploração Animal, em FLORIPA/SC, acontecerá dia 23/09,
das 14 às 17 horas . Montagem de barraquinha 
e panfletagem na Feirinha da lagoa, 
Praça Pio XII. Compareçam.

EBA!!! Milú adotada.

Lembram desta filhotinha resgatada, com sua irmãzinha, no bairro Carianos? 
http://www.ficacaomigo.com/2012/08/duas-filhotinhas-resgatadas-hoje.html
Pois ela foi adotada pela Tanise Conti e seus dois filhos, gêmeos, muito educados. Eles a chamam de Fofa, ou Fofinha. A Tanise me recebeu com um café, felizes em adotar a cadelinha mais orelhuda que eu já conheci. Até me emocionei pelo carinho. Tenho certeza que será bem cuidada e amada! Agradeço a Janine Goedert, foto acima, a direita, por ser lar de apoio das duas, à Patrícia Secco Geremia pelo vale castração delas e à Tanise por aceitar cuidar de ambas até que elas consigam confiar mais em gente. E, claro,  à São Francisco e todas as forças do bem do universo, que me dão uma super ajuda nas horas de aperto, colocando pessoas iluminadas em meu caminho, sempre. Agora sua irmãzinha é quem precisa de uma família...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Quem ainda duvida?

EUA: Em demonstração de inteligência e heroismo, porquinho salva cabrito do afogamento











Porcos são inteligente e amigos
Em um zoológico dos EUA, um cabritinho berrava desesperadamente com sua pata enroscada no fundo de um lago. Enquanto o homem que filmou a cena apenas gritava “Cabra na água! Cabra na água!”, surgiu um porquinho que, sem pensar duas vezes, se jogou na água em direção ao cabritinho e o empurrou, livrando o filhote do afogamento que parecia certo.
Animais são amigos, não comida. Conheça o veganismo em www.sejavegano.com.br.
FONTE: http://vista-se.com.br/redesocial/eua-em-demonstracao-de-inteligencia-e-heroismo-porquinho-salva-cabrito-do-afogamento/

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Atenção protetores!





Bebê para adoção

João Perez foi na casa da Kátia Carlota Pimentel fotografar os cães que ela tem e ficou impressionado com a beleza, limpeza e saúde de todos. Perfeitos, bem cuidados. Então o que falta? Adotantes e, claro, ração e vale castração se vocês puderem doar. Ela tem cirurgia marcada para novembro e precisa doar seus cães para poder cuidar da saúde. Começo apresentando o BEBÊ, que foi para a casa dela com 1 mês e ainda está lá. Tem 11 meses. Divulguem? 

Espero que vocês visitem o album que ele fez no FB para divulgar os animais e ajudar a doá-los. Aqui o link: 

Texto e fotos João Paulo Perez: 
Esse é o Bebê! Ou melhor, era um, quando foi abandonado. Meses se passaram e ele ainda está para adoção.
Uma pena que tenha passado sua infância longe da sua família de verdade, mas ainda dá tempo... 
Ele espera ansioso por esse dia! É um cão muito carinhoso, carente, lindo, de porte grande e pelo-longo. Precisa de cuidados estéticos para continuar com esse pelo lindo e limpinho.Será você o sortudo de tê-lo como amigo?
Contato para adotá-lo: Kátia Carlota Pimentel 9974 4482  ou 9126 0203