quinta-feira, 31 de maio de 2012

CCZ Floripa = adote adultos?

Estes 2 machinhos idosos precisam muito de alguém que dê um pouco de dignidade em seus ultimos anos de vida. Seja você a pessoa que dará amor 
e conforto para eles? Obrigada


Castre e ajude


quarta-feira, 30 de maio de 2012

Um silêncio que grita


Quinta, às 19 horas, na UFSC, terá a apresentação do filme "Não matarás" e posterior debate.



É hoje, compareça, pelos animais da UFSC!


 Eles não falam e precisam de nós. Imagine 
a solidão de uma vida inteira numa cela, 
sendo cortado, manipulado, para quê?
Assista aos debates pois a ignorância 
apenas perpetua a crueldade!



terça-feira, 29 de maio de 2012

UFSC retoma debate sobre uso de animais no ensino e na pesquisa

Pessoal, olhem a oportunidade que teremos de ajudar os animais! Nesta quarta e quinta feira a UFSC está fazendo um  debate sobre o uso de animais em experimentações e aulas. Vamos? Colo abaixo do texto do Jornal da UFSC, algumas fotos que falam por si (da internet)... Haverão pessoas falando a favor do uso e morte deles, temos  que participar!
Serão realizados quarta e quinta-feira (30 e 31 de maio)  na UFSC eventos sobre o Uso de Animais no Ensino e Pesquisa. Os encontros acontecem a partir de 19h, no auditório da Reitoria. A organização é da Associação Catarinense de Proteção Animal (Acapra) e do Centro Acadêmico de Biologia da UFSC, com apoio do Centro Acadêmico de Psicologia.
Para quarta-feira está programada a mesa-redonda ´O uso de animais no ensino e pesquisa: aspectos técnicos, legais e éticos`. Participam os professores Carlos Rogério Tonussi (presidente da Comissão de Ética no Uso de Animais da UFSC), Thales Tréz (Departamento de Ciências Humanas da Unifal), Carlos Roberto Zanetti (Departamento de Microbiologia e Parasitologia/UFSC), Alex Rafacho (Departamento de Ciências Fisiológicas/ UFSC) e Aguinaldo Roberto Pinto (Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia /UFSC).
Na quinta-feira, 31 de maio, será exibido o vídeo ´Não matarás – Os animais e os homens nos bastidores da ciência`. O debate terá participação de Sônia T. Felipe, pesquisadora com experiência na área de filosofia, com ênfase em Teoria Política, atuando principalmente nos seguintes temas: ética animal, igualdade, especismo, justiça e ética ambiental. Participa também Paula Carls Brügger, pesquisadora com atuação em educação ambiental, interdisciplinaridade e paradigmas de ciência, desenvolvimento sustentável e relação dos seres humanos com os outros animais.
Programação:



domingo, 27 de maio de 2012

Adotadas!

Comunico a adoção da Melzinha e da Nina, ambas adotadas sábado passado.
Adote também? Se puder cuidar, obviamente. Bom domingo!





sábado, 26 de maio de 2012

Homenagem a adolescentes ou Investindo no futuro.

Num mar de notícias de crueldades, gosto de mostrar o lado bom das pessoas e as boas ações que estão diariamente perto de nós mas pouco divulgadas. O por que do desinteresse em mostrar as pessoas solidárias, para mim, é um mistério. Acho que desgraça vende mais, sei lá. Acredito que vocês, que acompanham o BLOG, sejam pessoas diferentes e, para vocês, estas lindas fotos de exemplos de solidariedade, compaixão e ternura, da nova geração! Eles mudarão o mundo,  e tornarão a terra um lugar melhor para os animais.  Eu já teria feito muito mais pelos animais se há alguns anos alguém tivesse perdido um tempinho me explicando como as coisas funcionam. Todo mundo quer um lugar para deixar os animais, mas poucas (ainda) são as pessoas que sabem que estes lugares não existem e que temos que improvisar...Por isso invisto em educação e sempre que posso converso e converso e converso e envolvo a pessoa no meu dia a dia para que VEJA e sinta as dificuldades desse voluntariado. 
Hoje homenageio os adolescentes abaixo, que farão muita diferença no mundo. Eles já acompanham seus pais,  cuidando e zelando pelo bem estar dos anjos com asas nas orelhas e certamente, com isso, expandirão o respeito a todos os seres vivos do planeta.  É um começo. 
Parabéns a vocês e aos seus pais. Obrigada por toda a ajuda!

Exceto a LEONA (grandona), os 3 cães das fotos estão para adoção
em Florianópolis/SC pelo fone 48. 9961 9169. Obrigada 



E uma foto da minha adolescência: 

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Sobre adestramentos

Muitas pessoas me perguntam sobre bons adestradores. Alguns, que conheço pessoalmente, indico.  A maioria eu não sei como trabalha, mas uma coisa eu digo a todos:  Adestre seu cão PERTO DE VOCÊ, ou seja, na sua presença, pois já soube de muitos casos de agressão que ninguém ia querer aos seus animais de estimação. Então meu conselho seria este: ACOMPANHE, fique junto para aprender,  e não deixe seu cão passar um período na casa e/ou centro de treinamento, sem sua companhia = cabe toda a redundância aqui!  Há métodos e métodos mas tenho certeza que você não iria querer que seu pet levasse choques, socos e privações de comida... Sim, isso acontece, e você paga pela crueldade. Cuide e não se deixe levar por palavras doces. Abaixo uma frase perfeita, que sintetiza sobre educação, em geral.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Carta Aberta a um Idiota

Ou a História de Lola e Tania 
 (por Tania Zink Cunha)
Oi seu idiota!
Tu me jogaste fora há 12 anos, lembra?
Eu estava doente. A sarna cobria todo o meu corpo, que já não tinha pelos. Tinha acabado de ter filhotinhos. 
Minhas tetas estavam enormes e eu estava com uma infecção interna monstruosa. Abandonada no centro de Florianópolis vaguei muitos dias sem rumo.  Como não sei disputar alimento com outros cães, fui definhando, me consumindo aos poucos.
Já tinha desistido de viver. 
O frio do final de inverno daquele ano estava cruel e eu não tinha abrigo.  Encolhi-me, suja, molhada e com frio, sob o beiral de uma banca de revistas e fiquei esperando que meu sofrimento acabasse logo.  Naquela manhã chuvosa de oito de agosto de 2001, muitas pessoas passavam por mim. Era cedinho pela manhã, todos corriam, quase ninguém me via. 
Também, não fazia mais diferença. 

Eu aguardava o “nada”.
Uma senhora passou e me olhou com pena. Continuou seu caminho... 

mais um passo e parou. Deu meia volta e se aproximou de mim. 
Eu estava tão fraca que nem manifestei a menor reação. Ela passou a mão na minha cabeça e ficou ali, me olhando. Aí se afastou, atravessou a rua e sumiu dentro de um prédio.
Voltou dali a pouco com um pacote nas mãos. Tirou de lá um pãozinho doce. Nossa, eu adoro doce.
Mas eu estava tão cansada que nem conseguia comer. 
Apenas abanei meu cotózinho para ela, em agradecimento pela primeira atenção que me davam em muitos dias. Ela tentou me alimentar com pedacinhos do pão, mas eu não conseguia comer.
Aí ela se afastou de novo e foi conversar com uns taxistas parados ali perto.
Voltou com um monte de jornais debaixo do braço. Abriu-os, me enrolou neles e me levantou no colo. 
Como eu estava muito magrinha, minhas costelas aparecendo, carregou-me sem esforço Praça XV acima, até uma garagem. Conversou com uns guardas e eles vieram com uma caixa de papelão e um cordão. Ela gentilmente me colocou na caixa, fez um laço no meu pescoço e me prendeu num pilar de madeira. Colocou um potinho com água na caixa. Eu bebi tudo, estava com muita sede. Depois ela foi embora. Fiquei ali, estava quentinho, deitadinha na caixa.
Depois de um tempo, vieram várias pessoas me olhar. 
Ouvia suas conversas: “Nossa, ela ta horrível”, “Jesus, ta muito doente”; “Tadinha, mas tu és louca, Tania”. E se afastaram todos.
Mais uma meia hora e parou um carro próximo. A senhora apareceu. Ela e mais um senhor.
Tiraram-me da caixa e me colocaram no porta malas. Fiquei assustada. 
Tenho muito medo de andar de carro.
Mas logo a porta se abriu e me carregaram para uma sala clara, com um senhor simpático de branco que me deu uma porção de injeções.  Depois de um banho que não acabava mais me colocaram numa gaiola. Não vi mais a senhora.  Aproveitei o calorzinho e o conforto e dormi muito. 
Acho que um dia inteiro. Na manhã seguinte, lá estava a senhora de novo.
Pos-me no carro e me levou para uma casa longeeeeee. Pela janela eu via o mar.
Nessa casa, me pos num cercado, com caminha quentinha, muitos cobertores, água a vontade, comidinha todo dia. Fiquei lá uns trinta dias. 
Todos os dias, ela vinha e me acariciava o corpo todo com um algodão e uma pomadinha. Aos poucos, minha coceira foi diminuindo até que passou.
Os outros cachorros da casa vinham me visitar e logo ficamos amigos.
Num belo dia, abririam o portão do cercado e pude sair. Nossa, que quintal grande.
Pude andar, correr, me diverti a valer. Depois fui conhecer a casa e dei de cara com um sofá imenso, na sala. 
Eu ADORO sofás.   

Sem cerimônia me instalei nele. 
É meu lugar favorito até hoje.
Todas as noites eu durmo nele. Que gostoso.
E assim foi minha vida nos últimos 12 anos: feliz.
Minha dona me ama, meu dono me adora, meus amiguinhos caninos gostam muito de mim. 
Alguns já foram embora, outros vieram, sempre me dei bem com todos.
Alguns até ajudei a criar, sou uma ótima professora e babá.
Tive vários problemas de saúde, minha raça, a dos boxer, é muito cheia de perebas, mas todas foram tratadas e fui sempre muito alegre. 
Minha mãe me chama de SANTINHA, ehehehe, porque sou muito boazinha para qualquer coisa. 
Deixo que me virem do avesso e não protesto por nada.
Agora estou muito velhinha, meus pelos já estão branquinhos.
Embora ainda me sinta bem, sei que estou muito doentinha, uma doença chamada câncer. 
Deve ser grave, porque a minha amiga médica já veio me ver muitas vezes aqui em casa.
Minha mãe me olha com muita tristeza e tem ficado mais tempo comigo, às vezes ela chora muito. 
Eu queria poder dizer a ela para não ficar triste. 
Que eu vou ter de ir embora em breve, mas ela não deve sofrer por isso. 
Ela me disse também, que quando chegar à hora de eu partir, vai me deixar ficar no meu lugarzinho cativo no sofá e vai me fazer dormir um soninho gostoso.
Que quando eu acordar, vou encontrar muitos amiguinhos que não vejo há tempos: a Luna, o Look, a Duda, a Bela, o Bokinha.  Saudades dessa turminha toda. Vamos brincar juntos de novo.
Kim, Igor, Donna, Nina, Tonho, Ully, vocês vão ficar mais um tempo aí em casa.

 
Cuidem da minha dona e do meu dono direitinho e façam eles rirem bastante, como eu sempre fiz. 
Um dia todos nos encontraremos de novo.
Mãe, pai, não chorem, eu fui muito feliz na nossa casa. 
Vocês me deram tudo o que um cãozinho precisa: comida, abrigo, exercício, companhia, divertimento, guloseimas e muito, muito AMOR. 
FUI FELIZ, FUI AMADA, sei disso, senti isso.

Mas cara, eu te contei tudo isso para dizer que realmente você foi um idiota ao me jogar fora. 
Perdeste uma companheira fidelíssima, uma guardiã especial e uma amiga para todas as horas.
Que Deus te perdoe.
Porque eu, eu já perdoei há muito tempo. Se não fosse você, eu não teria encontrado minha mãe e amiga. Um
 lambeijo de despedida. 
Lola 


Abaixo, as fotos que recebi de sua dona, desde seu resgate, em 2001, até hoje. Parabéns por ajuda-la. Pena que a maioria dos casos de abandonos não tenha o mesmo final feliz. Obrigada Nara Lisboa Modesto, por compartilhar comigo esta linda carta. Muita saúde e sorte para vocês. Com carinho e admiração,  Annita.
,










Lembre-se, neste inverno



quarta-feira, 23 de maio de 2012

Jéssica e Bruninho na tela! LINDOS!

Você tem talentos especiais? Então dedique um tempo para ajudar e faça como Vanessa Penaque filmou  estes cães para adoção, sob a responsabilidade de Kátia Carlota Pimentel, afinal, hoje em dia, propaganda é a alma do negócio. Divulgue ou ADOTE? Eles estão lindíssimos!!  
Confira o filme! Contato Kátia 9126 0203

terça-feira, 22 de maio de 2012

Fotos de BRUNA adotada e seu sósia DARK, para adoção

Recebi dos adotantes da Bruninha um email com as fotos abaixo e notícias de que ela já está bem adaptada na família e com o cãozinho deles, um alegre e afoito salsichinha, lindo! Coloquei as fotos no Facebook e fizeram um sucesso enorme pois ela é realmente uma figura! Mas o ponto alto do dia não foi só as fotos dela, e sim o resgate de um cãozinho que estava no CCZ, pela Andréa Siqueira e Jussara Schiefler Medeiros, que é identico à ela! Se eles não tivessem uns meses de diferença, poderiam ser irmãos! Então, já que a Bruna agradou, que tal adotar o "sósia" dela? 
Abaixo do cartaz,  as fotos da  Bruninha,feliz! 
A-DO-RO receber fotos dos adotantes! 


Obrigada Luciano e Márcia por terem optado pela adoção.