quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

MARIA - menos uma nas ruas!

Maria ganhou um lar esta semana. Seu primeiro LAR.
 Cada caso é um caso, obviamente, mas alguns exemplos merecem ser divulgados, pois muita gente acha que não pode ajudar. Conseguir doar um animal que mora praticamente na rua,  é muito gratificante. Maria morava, de favor, num canteiro de obras, para onde foi levada por um pedreiro. Ela cresceu e ficou uma linda cadela,  mas enorme. Vivia passeando pelas ruas do bairro (onde há pessoas que envenenam cães), correndo risco de morte. Conversamos com o pedreiro e soubemos que logo ele poderia mudar de cidade e,  assim, o que seria dela? Ela ficaria, claro! Logo, o primeiro passo, foi castrá-la. Abaixo fotos dela na clínica, onde dormiu uma noite, para receber os cuidados necessários. No dia seguinte a devolvemos para o mesmo local, já recuperada  (protegemos os locais para não gerar abandonos, pois ali é mesmo perigoso e nem sempre todos têm essa boa estrela).
Abaixo, fotos de 2 dias antes de ir para a casa do adotante que, ao ve-las, se encantou. Ela é um mix de Rott com labrador...por aí... Espero que Maria tenha uma vida feliz e segura e que proteja sua nova família, como protegia o canteiro de obras que foi seu abrigo por quase um ano, com a diferença que vai ganhar, agora, conforto, companhia e carinho.


Logo o adotante mandará novas fotos e colocarei aqui, para
compartilhar a alegria de mais um final (ou começo de vida) FELIZ!!!!
Fica a dica:
Se você não pode ho$pedar, nem consegue Lares de Apoio,
ajude um animal de rua desta forma.
Castre, bata fotos e coloque para adoção,  mas SEMPRE faça
o termo de compromisso e leve na casa!