quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Não solte rojão - Proteja seu animal de estimação.

Comemorações com fogos de artifiicio são traumáticas para os animais, cuja audição é mais apurada que a humana. Muitos da fauna silvestre morrem ou sofrem alterações do seu ciclo reprodutor. Os cães latem em desespero e enforcam-se nas correntes. Eles e os gatos tem taquicardia, salivação, tremores, medo de morrer, escondem-se em locais minúsculos, fogem para nunca mais serem encontrados, provocam acidentes nas vias publicas e são vi­timas de atropelamento. Há animais que, pelo trauma, mudam de temperamento e chegam até ao ao suicídio.

Adotando alguns procedimentos simples, pode-se diminuir o sofrimento deles:

*procure um veterinário para sedar os animais, no caso de cães muito agitados;
evite acorrentá-los, pois poderão enforcar-se;
*acomode-os em um comodo dentro da casa onde possa mante-los em seguranca, fechando as portas e janelas, bem como proporcionando iluminação suave;
*evite deixar muitos cães juntos pois, excitados pelo barulho, podem brigar ate a morte;
*dê alimentos leves, pois disturbios estomacais provocados pelo pânico podem levar à morte;
*identifique seus animais com placas na coleira, para o caso de fuga;
*tente colocar tampões de algodão nos ouvidos deles;
*estenda cobertores nas janelas e no chão, para abafar o som. Cubra-os com um edredon;
*deixe o guarda-roupas aberto, mas prepare-se porque eles poderão urinar, por medo;
*coloque-os próximos a rádios ou TV ligados e vá aumentando o volume, antes dos fogos;

Sabemos que vários acidentes ocorrem nas comemorações e um desses é com os animais que são sensíveis aos sons, principalmente, de fogos de artifício. Temos dados alarmantes de animais que apavorados fogem de casa ou saem pelas ruas sem rumo e infelizmente são vítimas de atropelamento e abandono.

Pedimos encarecidamente que podemos comemorar, porém, não vamos esquecer de nossas responsabilidades com relação aos nossos amigos de estimação. Eles precisam estar em lugares protegidos onde possam se sentir seguros. É preciso estar sempre ao lado deles, fazendo com que sintam que, apesar de todo o barulho, eles estarão a salvo.
Esperamos que nas comemorações, tenhamos menos crianças e animais vítimas dos fogos de artifício. Não vamos fazer desta festa uma tristeza para os animais não humanos, que sentem o mesmo medo que nós, sendo que o barulho dos fogos para eles é como o de tiros passando em nossas faces.

Fonte - AILA-Aliança Internacional do Animal
Recebido por email de José Franzon.