quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Como cuidar do seu animal de estimação nas férias

Cuidados como hidratação, vacinas e vermífugos
são fundamentais para cães e gatos
Quem não consegue se separar dos animais de estimação durante o veraneio precisa tomar alguns cuidados para garantir a saúde e o bem-estar dos bichinhos antes, durante e depois da viagem.
Com o auxílio do veterinário Edson Salomão, ZH preparou algumas dicas de como cuidar de cães e gatos nas férias de verão. Confira:

Antes de viajar

Inclua nos preparativos para a viagem de férias um check-up no seu animal de estimação. Uma visita ao veterinário é importante para colocar em dia a carteira de vacinação e administrar uma dose de vermífugo (é preciso dar uma dose antes da viagem e outra após o retorno).
Além disso, o veterinário é o responsável pela emissão do Atestado Sanitário para Trânsito de Cães e Gatos, documento que tem validade de 10 dias e pode ser pedido por policiais rodoviários quando o carro é parado na estrada.

Durante a viagem

Se o seu animal for agitado, é recomendável dar-lhe um sedativo antes de pegar a estrada, para evitar enjoos. O medicamento geralmente vem em gotas e deve ser prescrito pelo veterinário.

No carro, animais devem ser transportados em caixas especiais para esse fim ou com o uso de cinto de segurança específico para cães.

Não alimente os animais durante a viagem; isso pode provocar enjoo.

Quando chegar ao seu destino

Ao chegar ao local do seu veraneio, é preciso redobrar o cuidado com os animais. Em um lugar estranho, os bichos perdem seus pontos de referência e podem se perder. Por isso, evite deixá-los soltos sem alguém por perto para cuidar deles.
Quando sair para passear, é preciso prestar atenção ao risco de parasitas como pulgas, carrapatos e bichos-de-pé. Na areia e em outros pontos onde pode haver depósito de fezes e dejetos, proliferam agentes transmissores de doenças como micróbios, fungos e vermes. Leve sempre junto um saco plástico para recolher as fezes do animal e não descuide dos banhos regulares.
Atenção para a hidratação: os animais precisam beber água limpa várias vezes ao dia. Também é preciso tomar cuidado com o excesso de exposição ao sol. Animais são suscetíveis à radiação ultravioleta, principalmente os que têm pelos curtos e pele clara na região do focinho, havendo o risco de câncer de pele nesta região do corpo.
Com cães criados na cidade, é preciso tomar outro cuidado especial ao viajar para o Litoral ou para o Interior: os sapos. Alguns desses anfíbios, que aparecem em grande número ao anoitecer, têm glândulas de veneno que, se rompidas durante o ataque de um cão, expelem uma substância que produz sintomas semelhantes aos do envenenamento por estricnina, podendo provocar a morte.
No fim das férias, ao voltar para casa, não esqueça de renovar a dose de vermífugo.