quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Ainda sobre idosos...

Depois da adoção dos 2 cães idosos que estavam no CCZ, recebi este cartaz e resolvi fazer consideraçãoes a respeito pois fico ainda mais sensibilizada quando vejo cães ou gatos recém nascidos ou idosos em situação de abandono. É o máximo da crueldade! Me impressiona como as pessoas conseguem  descartar um animal depois de anos de convivência,  na rua. Se ao menos arrumassem quem quisesse, mas abandonar é muita, mas muita maldade. Bem na época em que sentem mais frio, dores no corpo, dor de dente, as vezes doentes, são jogados fora para morrer, absolutamente desprotegidos e sós.  NUNCA faça isso!Achei este cartaz maravilhos e espero mesmo, com esperança férrea, que neste mundo haja justiça divina, já que a terrena anda tão gananciosa, ociosa, morosa, por aí, o que também contribui para o descaso com eles. Se não há educação nem compaixão, ao menos poderia haver punição para quem se desfaz de seus companheiros com tanta indiferença e covardia.
Mas acredito que as coisas estão melhorando. Há  um movimento cada vez maior de pessoas indignadas com isso e, quem sabe, pelo exemplo e não de maneira arrogante, agregando sempre,  possamos mudar esta triste realidade.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Eba! Casos URGENTES adotados!

Lembram deste post, em que peço ajuda para tirarem 02 cães idosos do
CCZ de Floripa?


Comunico, feliz, que ambos os idosos do CCZ foram adotados! Apenas o Guerreiro ainda precisa de um lar. Não conheço quem adotou o Carlinhos, embora parabenize igualmente esta pessoa, mas conheço bem quem adotou a Maria, agora rebatizada de  Terezinha! Muita gente do meio da proteção já o conhece. Há 1 ano ele adotou, comigo, o cãozinho TITO, um lindo SRD de porte pequeno/médio, que eu resgatei no início de 2010, no Rio Vermelho (onde mais?). Vou apresentar a família toda para voces. O Tito é o que está na caminha, ao lado da Terezinha (Maria).Ele foi adotado para fazer companhia à labradora TERRA, também posando no BLOG. Mais feliz eu fico pois o João tem ajudado vários cães, somando amigos para a causa  e sendo um voluntário de peso. E eu me sinto orgulhosa! Parabéns João Paulo Perez, por influenciar várias pessoas e incentivá-las a adotar e  ajudar nossos anjos com asas nas orelhas!

Agora, as provas do relato, confiram:

Maria, ops, Terezinha, no dia que foi retirada do CCZ...apática ainda. Mas vejam as outras fotos...

          Conhecendo o Tito ......
      Conhecendo a grandona bonachona, Terra..........
João Paulo Perez , Terra e Tito



 E aquele sorriso para voces! Adorei  minha família! Valeu!

Eu espero, querida senhora, que seu futuro seja só de alegrias e amor!
Parabéns Maria/Terezinha, João Perez, Tito e Terra!
Sejam sempre muito felizes e contem comigo.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O nome do PET influencia a adoção!

Marketing aplicado à adoção de cães e gatos
Posted by Sylvia Angélico on April 24th, 2011
Há algum tempo li uma pesquisa feita nos EUA envolvendo abrigos e ONG’s de adoção de cães e gatos. O artigo sugeria que pode ser vantajoso batizar pets que estão para adoção com nomes contemporâneos, populares e familiares. Ou seja, o nome certo pode “quebrar o gelo” e encorajar a adoção.
O texto mostrava que bichos com nomes muito exóticos – principalmente, nomes muito comuns de pessoas – em geral ficam mais tempo “empacados” do que mascotes que recebem nomes mais comuns ou da moda. O inconsciente (ou seria subconsciente? nunca sei, rs…) seria o responsável por esse comportamento. Para batizar cães e gatos, a maioria das pessoas prefere nomes de duas sílabas, frequentemente não-humanos e que sejam fáceis de ler, escrever e pronunciar.
O negócio é simplificar e atingir o maior número de pessoas possível. Um nome popularmente considerado bonito – ou, ao menos tido como aceitável pela maioria – evita constrangimentos, remete afetivamente a cães/gatos de amigos e parentes e, consequentemente, apela a um público maior. E “apelo” para adoção é TUDO. Aquela primeira impressão, principalmente em se tratando de virais com fotos de pets carentes, vale ouro. É preciso saber explorá-la.
É por isso que fotos bem tiradas, mostrando pets saudáveis e felizes, resultam em maior número de adoções. As pessoas em geral não sabem o que esperar em relação a um SRD – ao contrário de um cão de raça, com suas nuances de temperamento mais ou menos conhecidas. O que pudermos fazer para tornar a experiência da adoção mais atraente e intuitiva – ajuda!
Por isso, pode valer a pena recorrer a nomes mais populares. Pense no nome que acompanha a foto do peludo como a marca ou grife de uma campanha publicitária. A imagem e o nome são as primeiras impressões sobre aquele animal. As únicas referências que a pessoa tem naquele momento decisivo e instintivo em que ela pode decidir conhecê-lo e, quem sabe, trazê-lo para casa.
“Mas um nome esquisito sempre pode ser mudado, não?” Nem sempre. Boa parte das pessoas têm receio de mudar o nome que já veio com o animal. Acreditam que ele não aprenderá um novo nome ou não se acham no direito de fazê-lo. É claro que existe quem opta por dar outro nome – é meu caso; minha Teckel Bellíssima (!) virou Maya assim que chegou. Mas não é todo mundo que se sente à vontade mudando o nome do bicho.
Assim sendo, evite nomes distantes, estranhos ou que possam trazer qualquer constrangimento ao futuro guardião do pet. Nomes humanos comuns (ex: Paulinho, Tati, Regina) podem derrubar a adoção imediatamente caso a pessoa tenha um parente ou amigo/desafeto xará.
Pejorativos, como Fedida, Lambão, Magrela, Banguelinha etc podem ser motivo de chacota quando o futuro tutor se referir ao animal em público.  Mesmo nomes simpáticos como Melancia, Farofa, Feijão, Fusquinha, Pirulito etc podem causar estranhamento e desencorajar a adoção. Parece surpreendente, mas essas coisas passam meteoricamente pela cabeça da gente quando entramos em contato com um nome.  Sem que percebamos, muitas vezes.
Segundo essas pesquisas, as pessoas aqui no Brasil prefeririam adotar:
Fêmeas: Gaya, Mel, Nina, Julie, Coca, Hanna, Lana, Kira, Maya, Nara, Joy, Kiara, Nala, Lara, Luna, Panda, Fanta, Zara, Candy, Cindy, Dolly, Bella, Brida, Chloe, Zoey, Cookie, Jessy, Vicky, Angel, Pandora, Fiona, Sarah, Phoebe, Milka,  Marie, Frida, Ariel, Lassie, Lua, Maggie, Suzie, Lucy, Cacau, Jolie, Laika e Lady.
Machos: Marley, Bono, Max, Thor, Nick, Oliver, Tom, Charlie, Sonny, Sunny, Bob, Barney, Ted, Fred, Jerry, Luke Jimmy, Yuri, Fritz, Simba, Woody, Buzz, Fox, Bolt, Sushi, Pongo, Baloo, Kevin, Calvin,  Ricky, Bart, Leo, Goofy, Lucky, Mike, Snow, Robin, Aslam, Eddie, Bud, Dudu, Brad, Nemo, Toddy, Billy e Zion.
Então, você que é protetor, já sabe: para aumentar as chances de seu peludo descolar um lar bacana, capriche na foto dele e procure evitar nomes excêntricos. Conhecer o que as pessoas desejam encurta as distâncias. Mesmo que você goste de Astrogildo, Júpiter, Maria da Graça, Mosquitinho, Maquiavel, Lulubeca, Josefina, Caravaggio – prefira nomes que apelam para a maioria das pessoas.  Um nome bacana pode fazer um futuro tutor se apaixonar pelo pet. Feliz ou infelizmente, a propaganda é a alma do negócio!
Do site
www.cachorroverde.com 


quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Simples gestos que salvam uma vida

Imagine-se num deserto. Calor horrível, sol intenso, secura na boca, desanimo, fome, sede, solidão...E se você estivesse dependendo de outras pessoas que não entendem sua linguagem?
 Fez o quadro?
É isso que eles passam. Deixe  baldes, vasilhas de sorvete, potes, algo do gênero, em frente a sua casa, num terreno vizinho, numa quadra qualquer. Lembre-se, não há mais latas de lixo na rua, não há córregos ou riachos com água limpa nas cidades, não mais. Agora eles só contam com a nossa compaixão.
NÃO SE VIRAM mas agradecem!





quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Da série CÃES DE RAÇA abandonados = Chow Chow

Cada vez que criadores "importam" algumas raças ou algum artista ou filme divulga, alguém certamente compra. Por gostar, porque pode, porque estudou e quer, enfim....NÃO sou contra cães de raça mas SOU CONTRA  quem compra ou adota por impulso e depois não quer mais.  Onde está a responsabilidade e consciência desse humano (?)?  O mínimo que as pessoas que querem determinada RAÇA devem fazer, por uma questão moral, é LER sobre as necessidades e os prováveis gastos, que podem pesar, no orçamento doméstico.


Não vou escrever sobre CHOW CHOW pois  no Blog http://www.maedecachorro.com.br/  tem um guia de raças bem completo.
LEIAM,  caso resolvam adotar algum, pois espero que você não compre mais, sabendo de tudo isso:

http://www.maedecachorro.com.br/guia-de-racas-no-mae-de-cachorro-chow-chow.html


Quando lançaram o livro e depois o filme MARLEY, o labrador cheio de energia, todo mundo queria um e infelizmente seu abandono já virou lugar comum! Há labradores em correntes, em espaços minúsculos...uma ignorância sem tamanho. O ser humano sempre e cada vez mais me surpreende.


 Mas enfim, o post hoje é sobre CHOW  CHOW, esse cãozinho lindo, que vc vê aqui


Tem em  versões preta e branca também. Parecem uns ursinhos....maravilhosos, fofos, uns bebes que qualquer criança vai A-MAR....mas crescem! E talvez não sejam os melhores para ter com crianças. LEIA. O conhecimento é sempre bom!
O que tem acontecido é que  pessoas que compraram ou ganharam os estão jogando fora, mas ainda tem quem não acredite, então vou encher esta página com fotos para que entendam  BEM meu ponto de vista.
Voce tem Chow Chow? Ama mesmo? ESTERILIZE!
 Ou vá até o CCZ de Florianópolis e dê uma chance para estes 3, resgatados de maus tratos, só para procriar e dar lucro aos gigolos de animais.....



Abaixo, vários cartazes de Chow Chows resgatados, abandonados ou em maus tratos, na Grande Florianópolis. Agradeço a Ana Luz que me mandou a maioria das fotos. Sendo ela uma pessoa apaixonada pela raça e dona de um,  já cuidou e recuperou vários, e sempre que pode, ajuda! Claro que isso demanda tempo e dinheiro e, exceto os do CCZ, quem paga a conta é quem recolhe.

Alguns já foram adotados mas alguns ainda  precisam de uma família. DIVULGUE?



A protetora Kátia Pimentel resgatou esta, segunda feira, neste estado lamentável, praticamente irreconhecível.
Quer ajudar? Ligue 9126 0203, está internada....


Vários..............










segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Todos os dias.... PERDIDOS






Identifiquem seus animais. Fim de ano, com tantos fogos, muitos fogem!
Amanhã passarão para a galeria dos perdidos mas  hoje estão em destaque.
Os ajudem a voltar para casa, por favor? Fiquem atentos!
Quem ama, cuida! Obrigada



terça-feira, 15 de novembro de 2011

Questionário de adoção de animais

O questionário abaixo foi elaborado pelo Instituto É o Bicho, de Florianópolis/SC e pode ser usado para orientar sua entrevista quando você estiver selecionando adotantes para algum animal que você recolheu da rua. Cuidado ao doar cães de raça SEM castrar, podem ser explorados por pessoas que visam apenas a procriação e lucro e sofrerão muito mesmo!!! Na verdade, sempre esterilize o animal antes de  doar. SEMPRE! Esta é a regra número 1 da Proteção Animal. A maioria das pessoas não acredita nas maldades que vemos, diariamente. Aviso, todo cuidado é pouco! Nem sempre as pessoas os querem porque os amam, infelizmente. Faça um termo de adoção também, com numero de RG ou CPF do adotante, os contatos e visite a casa, antes.


Questionário de interesse em adoção de animais domésticos (cães e gatos)

Nome Completo do interessado: _____________________________________________________________
Endereço: ___________________________________________Telefones: ___________________________
Bairro: ____________________________________Cidade: ________________     Data ____/___/_______

Sobre você:
      1)  é maior de 18 anos?    (  ) sim     (  ) não.
      2) Ocupações:

(  ) trabalha
(  )trabalha e estuda
(  ) estuda
(  ) não trabalha nem estuda

      3)  Já teve ou tem outro(s) animal (is)? Se já teve, o que aconteceu com o último que teve?

(  ) atropelado
(  ) doei para outra pessoa
(  ) roubado
(  ) fugiu 
(  ) morreu em decorrência de doença. Qual? __________
Outro:_______________

4)     Por que quer adotar um animal?

(  ) companhia
(  ) presentear alguém

(  ) guarda

(  ) Outro
       5)     O tempo médio de vida de um animal doméstico é de 12 a 16 anos. Você está preparado para este compromisso         duradouro?  (  ) não  (  ) sim    

6)     Para cuidar adequadamente do animal, você terá gastos financeiros com alimentação, higiene e cuidados veterinários. Você tem condições e está preparado para isto? (  ) sim     (  ) não

7)     Mora sozinho (a)? (    ) sim   (   ) não.   Com quem?
        Todos na casa concordam com a adoção de um animal? (   ) não  (   ) sim    

8)     Há casos de alergia entre os moradores da sua casa? (  ) não   (  ) sim . Quem?

9)     Há crianças em sua casa? (  ) não  (  ) sim     Quantas?___________. Qual a idade ?

10)  Quem será o principal responsável pelos cuidados como animal adotado?

Sobre o seu dia-a-dia:
11)  Em caso de viagens, tem com quem deixar o animal?  (  ) NÃO  (  ) SIM.
12)  Quem cuidará do animal?
13)  Quantas horas a sua casa fica sem ninguém por dia?

Sobre sua residência:
14)  Marque as opções que estão de acordo com a situação da sua residência:

(  ) casa  

(  ) quintal aberto
(  )  apartamento            
(  ) outro. Qual?
(  ) quintal grande
(  ) janelas com telas
(  ) há riscos de fuga
(  ) quintal pequeno
(  ) sacada com tela
(  ) local delimitado
(  ) sem quintal
(  ) sacada sem tela

(  ) quintal todo cercado c/ portão



15)  Se morar em CASA, há a possibilidade de você mudar para apartamento?   (  ) não   (  ) sim.
16)  Nesse caso,  o que  você fará em relação ao animal adotado?

O que você faria se o animal adotado:
17)   se perdesse?
18)  adoecesse ou sofresse um acidente?
19)  arranhasse/mordesse o seu filho?

20) comesse o seu sapato, rasgasse o seu sofá ou quebrasse algum objeto de valor?
21) fizesse as necessidades onde não deveria?
22) fizer coisas que você não queira?

Você tem consciência da importância  da castração?
E se a família resolver ter um bebê,  Como ficará o animal?





segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Cartazes para divulgar

 Recebi da Hachi ONG de Proteção Animal de Blumenau/SC e divido para divulgação. Repassem? Obrigada





sábado, 12 de novembro de 2011

Casos Urgentes

 Estes cães precisam URGENTE de alguém que os abrigue e cuide até serem adotados. Lembro que a adoção de cães idosos é muito difícil, o que pode fazer de você o adotante. Os 2 que estão no CCZ merecem uma chance pois têm muito amor ainda para dar e são muito agradecidos com quem lhes afaga. Dê uma chance a eles? CCZs tem sempre um número excessivo e eles não tem a atenção que merecem e precisam....Já o Guerreiro mora numa clínica, um pecado. Raras são as pessoas que adotam cães amputados, mas todo mundo acha lindo quando alguém o faz.
Seja você a adotar um deles ou ser  Lar temporário (de apoio)? Divulgue estes necessitados? Obrigada.
Aqui explica: http://www.ficacaomigo.com/p/seja-um-lar-de-apoio.html



            PS: Os idosos do CCZ foram adotados! 22/11/2011

'

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Da Série CÃES DE RAÇA Abandonados = Daschund

Não faço distinção de cães pequenos, médios, grandes, de raça (com ou sem pedigree);  sem raça nenhuma, os vira latas, ou de raça "natural",  mas é evidente que a quantidade de cães de raça abandonados aumentou consideravelmente. Isso ocorre em virtude do descarte deles por pessoas que compram e depois se arrependem, doam para quem quiser e eles acabam nas mãos de inescrupulosos que os submetem  a uma vida de privaçãoes a extremos maus tratos. Muitas vezes o objetivo é apenas ganhar uns trocados = pagou- levou! Na minha opinião, o próprio  Canel Club  deveria se juntar a grupos de proteção no sentido de limitar e proibir as vendas pois muitos filhotes estão nascendo de crias consanguíneas e com inúmeros problemas de saúde, além da super população conhecida. Todos perdem mas são eles que sofrem na pele e na alma

Então apresento estes 2 dauschund`s:
Um novinho, de 6 meses, o FERA. Daschund puro, que foi retirado de um criador de cães por maus tratos e o outro ( pecado) , idoso abandonado, o BYRON. É MUITO comum o descarte de cães idosos, por algum humano insensível, após anos de convivência.  Byron tem dez quilos. Porte pequeno. Será doado castrado e vacinado
Ambos precisam de adotantes que lhes  proporcionem uma vida digna, com os cuidados que a raça requer e a  protetora deles precisa de madrinhas  pra custear a castração, vacina, ração, hospedagem ou lar de apoio, pois o que mais nos onera é o pagamento de ho$$$pedagens!
 contato abaixo:

Já A D O T A D O S,  pela  mesma família! (19/11/2011)




Breve relato da Andréa sobre o idoso BYRON: 

"........Levei no veterinário: erliquíose, anemia, problemas de pele decorrentes da desnutrição (seborréia e escamações nas orelhas), falta de dentes e muito  tártaro. Tem cicatriz em um dos olhos que pode ter sido de uma briga ou úlcera, e leve início de catarata nesse mesmo olho, o direito.
Está acabadinho pra idade. Mal cuidado.
Já fez a limpeza de tártaro para poder se alimentar melhor.
É um mega fofo, só quer ficar no colo e ganhando carinho, foi no meu colo até biguaçu   pedindo cafuné,
investigou o lugar, como bom dachshund, comeu e foi pra caminha dormir...."



Ajude? Obrigada

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Para aliviar a semana, uma receita "doce"

 Porque precisamos, também, de alegria e suavidade, essas fotos fofíssimas. Lembro que açucar não é recomendado para cães. Confira no link do site do Cachorro Verde, os alimentos proibidos para eles. Vele a leitura!
alimentos proibidos




Fotos  sem créditos. Quem souber, por favor, me informe? Obrigada




terça-feira, 8 de novembro de 2011

Até mesmo animais selvagens têm sensibilidade

Acompanhem o resgate de um filhote de leão em apuros.
Outros membros tentam mas param  quando percebem que é muito íngreme.


Quando o filhote está esgotado e parece prestes a cair, sua mãe se posiciona  abaixo dele e ele é arrebatado em sua mandíbula, de acordo com o Daily Mail. Ela então começa a difícil jornada de volta para o topo.

São e salvo, finalmente. A leoa acalma o  filhote e verifica se está tudo bem.

Esses quadros foram obtidos pelo fotógrafo Jean-François Largot em Masai Mara/Quénia,  em agosto de 2011.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

ANTES e DEPOIS invertido

A protetora Solange Cassanelli pegou  fotos de ANTES e DEPOIS de vários animais resgatados por protetoras e inverteu a ordem, numa idéia muito interessante pois, na verdade, para eles terem ficado assim, alguém realmente os abandonou. Isso é muita crueldade! Copiem e divulguem pois as pessoas não acreditam que fazem isso com animais, principalmente de raça .
Atualmente, há MUITOS de raça pois todo mundo quer ganhar "um troco". Duvide de veterinários que dizem que é bom as cadelas terem crias, se eles vendem "para voce".  Na verdade, troque de clínica, sem remorsos.
"Pet Shop legal NÃO vende animal "
Obrigada