quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Ninhadas e mais ninhadas....que pecado!

Todos os dias (todos mesmo) alguém me liga  pois encontrou filhotes abandonados, das mais diversas maneiras, em locais diferentes da cidade.
É assim em Florianópolis e imagino que não seja muito diferente no resto do país. Ainda me impressiono com a quantidade de pessoas que são contra castrar mas não hesitam em jogar filhotinhos fora. Sábado jogaram um gatinho (filhotinho)  numa lata de lixo de um restaurante, amarrado num saco!
Sorte que ficou miando alto e mais sorte ainda de ter encontrado verdadeiros humanos em seu caminho, pois para mim, quem consegue fazer uma coisa dessas não é humano, é um monstro. Não aceito ser da mesma espécie que uma criatura dessas, 
 que consegue fazer algo assim e depois dormir....
Não permita que nasçam mais animais.Esterilize sempre! Há um LINK aqui no blog só sobre castração   http://www.ficacaomigo.com/p/castracao-social.html
Acesse e ajude, apadrinhe uma castração ou castre algum cão que voce conhece, cuja pessoa não vá fazê-lo. Contate as pessoas que moram nos bairros perto de você. Esterilize os seus animais, não incentive o comércio de vidas.  Converse com vizinhos, amigos, colegas  e incentive as pessoas a serem melhores com seus animais.
 Todos podemos ajudá-los.
Se voce não puder ficar com TODA a  ninhada de sua cadela, não a deixe parir, por favor.
 Não há mesmo lares para tantos!
Esta cadelinha foi encontrada hoje com um de seus maninhos....eram 3 mas um foi atropelado. A moça que me ligou estava aos prantos. Agora 2 estão numa hospedagem mas 1 nem teve chance.... Ajude estes bebês  de 2 ou 3 meses, porte grande, a encontrar um lar de apoio ou uma família? Ligue 99619169 a tarde e divulgue sempre. Obrigada.



quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Faça alguma coisa, você pode!

Se você não sabe como ajudar, este link esclarece!


Obrigada


8/10 = Evento Mundial pelo Fim da Crueldade com Animais


EVENTO MUNDIAL PELO FIM DA CRUELDADE COM ANIMAIS
(WEEAC - WORLD EVENT TO END ANIMAL CRUELTY)

Dia 08 de outubro, sábado a partir das 16:00 horas,  serão realizadas mundialmente manifestações contra a crueldade com animais, numa iniciativa denominada WEEAC-World Event to End Animal Cruelty
( Evento Mundial pelo Fim da Crueldade com Animais).  

Trata-se de evento público, para o qual estão sendo convocadas não só as organizações ambientalistas e de defesa dos direitos dos animais, mas todos os demais segmentos e cidadãos do planeta.

Estão confirmadas manifestações na Austrália, Áustria, Bósnia, Brasil, Chile, Croácia, Chipre, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, EUA, Canadá, Argentina, Equador, Egito, França, Alemanha, Grécia, Índia, Israel, Líbano, Malta, Holanda, Bélgica, Nova Zelândia, Filipinas, Portugal e Romênia.

Florianópolis aderiu à mobilização e já está confirmado o 1º evento, conforme detalhes abaixo e outro deverá também ocorrer simultaneamente na capital, com local e programação a serem divulgados pelos organizadores nos próximos dias.

Local e data:

Espaço Cultural Angeloni Beira-Mar
Av. Irineu Bornhausen, 5.288-Florianópolis/SC
Data: 08.10.2011
A partir das 16:00 horas 


Programação:
  • Projeção dos vídeos:
"Animais seres sencientes" - "Aprendendo a cuidar"-"Silvestre não é Pet"-"Vida de cavalo"-"A carne é fraca"-"Terráqueos"- "Compartilhando o mundo"-"Conexão violência humanos animais", "Animal que cura", entre outros.
  • Exposição de banners, cartazes e fotos.
  • Distribuição de material informativo.
  • Abaixo assinados pelo bem-estar animal.
  • Outras atividades. 

  • Contato: Instituto Ambiental Ecosul
Fone: 48-9934.0880

Divulgue! Compareça! Prestigie! Participe!
Nós somos a voz e os guardiões dos animais


terça-feira, 27 de setembro de 2011

DUKE, um dogão para adoção

A vida as vezes prega algumas peças. Prova disso foi o que aconteceu com a Lia Ponton, assim que ela resolveu se oferecer para Lar de Apoio, de um cão por vez, em sua casa. Ela e Marcelo já têm uma cadelinha adotada, a FULÔ, que é porte grande. Duas semanas depois do KIM chegar na casa dela e estar adaptado, ela encontrou este belo e enorme cão caramelo, magro de dar dó, com uma corrente enorme e dois, dois! cadeados em volta do pescoço, como se precisasse disso tudo - As pessoas se superam no quesito crueldade - Lia chorou quando o viu e não teve escolha. Resgatou o DUKE, como ela batizou, mesmo estando com 2 gigantes. E assim ficou com um trabalho triplicado mas não desistiu de ajudar e manter sua palavra. Ética e bondade são duas qualidades divinas!  Só que, assim como KIM conseguiu uma família, temos que conseguir também uma para o DUKE, agora que já foi castrado, vacinado e está perfeito! Ele não é fotogênico mas pessoalmente é realmente lindão. Apaixonante. Visite este dogão e dê a ele a oportunidade de uma vida digna e feliz. Confira também o vídeo dele, brincando com a sua amiga Fulô, neste link 
              http://www.youtube.com/watch?v=KsocL3QkUtg



Agradeço a quem  divulgar este anjo!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Toda a historia do KIM - A D O T A D O

KIM chegou assim - bebe lindo - numa feira de adoção, final de 2010, no colo de sua dona, pedindo ajuda para doá-lo pois moravam em apto. O adotaram bebezinho mas "parecia" que ia ficar grande, pois estava crescendo muito rápido...
Só pelas "patinhas" deu para perceber que seria grande, mas nunca imaginei quanto!
Kim parece um bezerrinho. Mas voltando: ele fez sucesso na feira onde um  casal, que se interessou em adotá-lo, me pareceu ótimo.  Casa murada, quintal, carinhosos com o Kim,  uma criança...mesma configuração de família que ele estava acostumado. A menina fez  carinhos nele. Perfeito! Fiquei feliz de ter conseguido, em poucos minutos, encaminhar mais um cachorrinho para um lar. Este bebê  com carinha enrugadinha e mega dócil!!!
Fiz o termo de adoção com eles e, a partir dessa assinatura,
KIM passou a ser minha responsabilidade.
Passado dois meses da adoção, acho que "cansaram" do novo brinquedo e KIM ganhou um canil,
 num corredor ao lado da casa. 
 Me impressiona que as pessoas façam canis sempre longe dos olhos, como que para esconder o pobre cão, e selar sua imensa, e as vezes eterna,  solidão.
 Pedi para a família que era responsável por ele até então, ir até a casa conversar, uma vez que moravam perto. Não foram. Kim foi doado, problema dele, para o melhor e pior.
Mandei email para a família que o adotou, nunca recebi uma única resposta.
Não tinha como pegar o KIM. Tenho um cachorro com sarna demodécica e qualquer filhotinho macho que pego é mais uma crise que administro, assim, evito traze-los para casa.
Uma protetora, que morava perto dos adotantes, ficou monitorando mas sabíamos que haveria problemas, logo logo.
 O que nunca imaginei é que o descartariam.....casal com filha pequena, a gente acredita que sejam cuidadosos e também porque responderam toda uma entrevista cuidadosa. Triste engano. Doaram o KIM e, de fato, o encontrei no novo endereço.
Um amigo que morava no novo bairro, foi verificar para mim e bateu esta foto,
 na terceira casa dele, em maio...
Menos mal.  Estava solto, grande e não parecia maltratado mas  NUNCA havia ninguém na casa, nem me atendiam para conversar quando eu ligava e já estava na idade de castrá-lo.
 Era minha obrigação castrá-lo. Assim, meu amigo volta e meia passava lá e me dava notícias. KIM sempre sozinho e carente, se esfregava no protão para receber carinho...
bairro de casas de praia.
Quanta gente faz isso, deixa cães sozinhos em casas de praia, para cuidar da casa, e eles,  sem cuidado nenhum. Pecado!
Em junho,  nada ainda de eu conseguir contato e nada do KIM aparecer mais no portão.
Todo mundo acompanhando a sina dele mas, pelo porte, e por ser macho,
não havia como pegar o pobrezinho.
 As opções de ho$pedagens para cães de porte grande, aqui em Floripa, são caríssimas e em canis, uma situação que é longe, muito longe, da ideal, deixando o cão muito estressado e carente.
Assim, muitas vezes eles ficam nas ruas até uma alma boa se dignar ser lar de apoio, o que significa abrir um espaço em seu quintal e principalmente em seu coração,
 para ajudar um cão de porte grande.
Numa noite de frio intenso e chuva - choveu 2 meses direto em Floripa-  aquele mesmo amigo querido, Eduardo Nasi,  que sempre se mostra disposto a ajudar, o viu na rua, em  frente de uma pizzaria! Me ligou na mesma hora. Estava um frio de gelar os ossos e ele na companhia de uma cadelinha de porte pequeno, no cio,  brigando com quem se aproximasse dela. Resolvi naquele instante que ia parar de tentar contato com quaisquer ex-adotantes e assumi-lo de de vez mas tinha que, primeiro, verificar ONDE o colocaria. Eduardo pesquisou em volta. A cadelinha tinha dono mas, de qualquer maneira, teriamos que castrar ambos! Em 2 dias de "apelos mil`s", KIM foi levado para ser castrado e dali para um canil e da  cadelinha,  a família se encarregou de cuidar e castrar.
Em 15 dias no canil pago e de campanhas no Face Book, o perfil Adote um Patudo, da Poliana, conseguiu uma raridade: um LAR DE APOIO para o KIM, na casa de dois anjos a quem serei eternamente agradecida por cuidarem dele  até a data que foi adotado. Eles foram junto entrega-lo, uma vez que o educaram. Na foto abaixo, a adotante com o casal (Lia e Marcelo) que foi a benção na vida do KIM e na minha, como protetora, uma vez que eles ajudaram de todas as maneiras para que o KIM tivesse uma boa visibilidade, fotos, filmes etc,  para ser adotado. Espero que o KIM continue com a estrela que tem HOJE, de felicidade e fartura, e que nunca mais conheça o descaso, a indiferença, o abandono, o frio,  a fome e nunca mais eu precise me preocupar com ele, pois penso que escolhi bem o casal que o adotou,
dessa segunda vez!
Me perdoe KIM por ser tão ingenua, as vezes, e acreditar em algumas pessoas que não valem a confiança depositada nelas! Desta vez você será feliz!
Algumas fotos deste anjo lindo e imenso, que tanta preocupação já causou a mim e a alguns amigos. A todos voces, meu muito obrigada e contem comigo.
Seguimos ....



domingo, 25 de setembro de 2011

LARA foi adotada. Que alegria!

Divido com voces a alegria de saber que a Lara está bem e agora já tem uma família para chamar de sua. Com donos responsáveis,  carinho, espaço e um amiguinho!, ou melhor, amigão, como podem ver, apesar dele ter apenas 5 meses. Soube hoje que já dormem  e fazem tudo juntinhos! Lara teve sorte, ficou pouco tempo esperando um lar. Relembrem o resgate dela neste link:


Ninguém se ofereceu para ser  Lar de Apoio e ela acabou ficando 5 dias internada na clínica e depois foi para uma ho$pedagem paga. Foi adotada já castrada mas a família se comprometeu em dar a vacina. Agradeço a eles por optarem pela adoção e terem propiciado à Lara  esta benção. Espero que ela e sua família sejam muito felizes. Abaixo,  2 fotos dela. A primeira ainda na hospedagem e segunda com  sua adotante e maninho.  Que todos os cãezinhos do mundo tenham esta sorte! Que sua vida recomece agora,  Lara querida!!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Vira-latas são mais inteligentes que cães com pedigree


                                        Vira-latas são mais inteligentes que cães com pedigree, indica estudo

2008
Um estudo realizado na Universidade de Aberdeen e de Napier, na Escócia, sugere que cachorros vira-latas são mais inteligentes do que os cães de raça com pedigree.

A pesquisa aplicou sete testes, inclusive de QI, em 80 cachorros. Os animais foram avaliados pelo desempenho nos testes e recebiam nota de até 30 pontos.

A média entre os os vira-latas foi de 20 pontos, contra 18 dos cães de raça pura. De acordo com os cientistas, os vira-latas apresentam melhor noção de espaço e resolvem problemas com mais facilidade do que os cachorros com pedigree.

O estudo indica ainda que dos dez cachorros que apresentaram melhor desempenho nos testes, sete eram
 vira-latas.
"Ser um cachorro de raça pura não melhora a inteligência", diz David Smith, que liderou o estudo. "O risco de ter problemas médicos também diminui para os vira-latas", afirma.

Testes

Em um dos testes, os cientistas escondiam um osso embaixo de uma lata para observar se os cães conseguiam identificar que o objeto ainda existia.

Em outro teste, os cachorros tiveram que encontrar a saída de um labirinto.

O cachorro mais inteligente foi uma mistura das raças Collie e Spaniel, que atingiu nota máxima
em todos os testes.

O segundo lugar foi ocupado por quatro cães com raças misturadas: uma mistura de Labrador com Spaniel, outra de terrierr Jack Russell com Cocker Spaniel, um Pastor Alemão com Labrador e uma Lhasa Apso com Poodle.

Smith aponta ainda que, na média, os filhotes que tinham a raça Collie na mistura eram mais inteligentes que outros cachorros vira-latas.

Segundo Smith, os resultados demonstram que a polícia deveria treinar cães vira-latas e não confiar apenas nos pastores alemães de raça pura.



terça-feira, 20 de setembro de 2011

14 FORMAS PARA FICAR ZEN...



Recebi estas fotos num PPS, por email. Acrescentei a última foto, com a frase que é um dos objetivos do BLOG, a adoção de animais de rua. Espero que gostem, como eu. Não veio com autoria.












domingo, 18 de setembro de 2011

Menino de 9 anos salva cães em Itajaí. Que exemplo!!!!

Direto do Do G1, em Blumenau (SC), pois vale a pena!

Menino de 9 anos pega bote para salvar cães ilhados em Itajaí, SC

Na cidade, água ‘engoliu’ casas e alagou bairros inteiros.
Dois cachorros estavam presos em casa que ficou isolada.

 Gustavo Henrique Morelli, 9, salvou seus dois cães da enchente (Foto: Rosanne D'Agostino)
Gustavo Henrique Morelli, 9, salvou seus dois cães   da enchente (Foto: Rosanne D'Agostino)
“Alegria.” É como define Gustavo Henrique Morelli, de nove anos, o que sentiu quando reencontrou seus dois cachorrinhos, Simba e Pink, depois de pegar um bote para resgatá-los na casa onde mora, que ficou isolada em um dos bairros de Itajaí, Santa Catarina, em razão das enchentes que atingem o estado desde a quarta-feira (7).
Em Itajaí, as cheias chegaram depois de atingir mais de 100 mil pessoas em Blumenau. A diminuição do nível das águas do rio Itajaí-Açu, que alagaram mais de 390 ruas na cidade, para o município vizinho significa que o curso do rio está seguindo diretamente para o rio Itajaí.
Neste sábado (10), os moradores começaram a sentir a força dos alagamentos, que ‘engoliram’ casas e deixaram vários bairros submersos.
Desde sexta, Gustavo queria voltar para buscar seus cãezinhos, mas as águas tomaram todas as ruas do bairro, na entrada de Itajaí. No local, a maioria das casas está com o primeiro andar submerso, algumas há três dias. De outras, só é possível ver o telhado.
“Eu ficava pensando no que ele estava pensando”, conta Gustavo. O resgate aconteceu apenas neste sábado, quando já não havia mais previsão de as águas baixarem. Os cães estavam no segundo andar, isolados. “Colocamos todas as coisas para cima e saímos”, conta a mãe do menino herói.
Com o avô e o pai, Gustavo partiu de bote rumo à casa. Seguiu por cerca de 50 metros de água barrenta, e retirou os cãezinhos. Também cuidou para que não caíssem o barco até a chegada à margem, quando ganhou festinha dos bichinhos e dos vizinhos orgulhosos.
“Senti alegria, e acho que ele também”, diz o menino, envergonhado da proeza. Agora, a família espera apenas que o nível do rio baixe e que possam retornar às casas, para dar início à limpeza, e contabilizar o prejuízo.

Fonte: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/09/menino-de-9-anos-pega-bote-para-salvar-caes-ilhados-em-itajai-sc.html

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Mais sobre raças abandonadas ESTERILIZE!!!

Além do comércio - quem vende - não se preocupar para quem está vendendo, quem compra se sente no direito de, no primeiro problema, se desfazer do animal e dar para o primeiro que quiser. Acontece que cães de raça tem mais probabilidades de adquirirem doenças e necessitam de cuidados específicos de cada raça.
No site www.maedecachorro.com.br tem post sobre todas as raças, neste link http://www.maedecachorro.com.br/2010/08/guia-de-racas-mae-de-cachorro.html#axzz1Y8iJEtwA   Leia e divulgue sempre.
Continuando. Muitos desses animais - NÃO castrados- acabam nas favelas e viram matrizes para criadores suspeitos e aí, numa visita rápida a qualquer uma, vemos uma infinidade de cães em maus tratos, como a cadelinha SHARPEI abaixo. Pura, mini sharpei (deve ser mais cara!) que foi encontrada no estado que podem comprovar. As fotos dispensam explicações.  Por isso insisto,  também: se vc tem um animal de raça e resolver (NÃO FAÇA ISSO) doar, passar adiante, pelo menos esterilize ANTES. Voce verá como as chances de doar cairão, por um motivo simples. As pessoas querem seu cão visando o lucro e não pensando em cuidar. Triste? Seres humanos....(?)....Se voce souber quem possa adotar esta sobrevivente, contate a Keila Pimentel, no período vespertino, pelo fone 48. 8824 7925. Ela quem ajudou essa pobre vítima do descaso dos homens.

Optei por postar as fotos em ordem decrescente. Como ela está hoje até o dia e estado que foi encontrada. E escolhi as fotos menos chocantes!
Como ela, há inúmeros casos.  O que eu acho MUITO INJUSTO são protetores pagarem todas as cirurgias e tratamentos e criadores continuarem impunes. Voce não acha que quem vendeu deveria  aceitar de volta e custear todo este tratamento? Eu acho! E assim seguimos............por favor divulgue a MEL ? Obrigada.






                                       AJUDE A MEL A ENCONTRAR UMA FAMÍLIA?

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Cães de raça para adoção = SIM. Abandonados!

PS: Todos estes já foram adotados. Se quiser adotar algum animal, mande  email,  número de telefones, com código de área e cidade para ficacaomigo@gmail.com


************************************************************
Quem cria não acredita, ou não quer ver, o que vemos diariamente.
Chow chows  estão sendo campeões de abandono por aqui, seguidos de labradores.
 Este da foto abaixo foi encontrado com uma orelha sendo comida pela bicheira.
Está recuperado mas ficou sem a orelha e claro,
quem pagou pelos cuidados e cirurgia, foi sua protetora.
É justo isso?
 Cães de qualquer porte são vendidos, por criadores ávidos por dinheiro, sem entrevistar o comprador, sem se importar a maneira como vão tratar os descendentes dos seus.
Cães tratados como mercadoria são descartados na primeira dificuldade, quando o certo seria adestrar. Cães,  como crianças, dependem de como são criados.
Se você não educar, será difícil o relacionamento, simples assim.
Se voce vende animais, ao menos os receba de volta quando a pessoa enjoar do brinquedinho, o que ocorre, na maioria das vezes,  entre os 8 meses e 2 anos. 
SEMPRE entregue castrado, o que será melhor para voce, pois se alguém mais quiser, comprará de voce. Em São paulo já existe uma lei prevendo isso. 
Aqui deveria ter também, aliás, deveria ser nacional. Quem vende deveria ter um critério elevado para compradores, como temos, quando selecionamos adotantes.
Desta forma eu não me incomodaria ouvindo, seguidamente, esta frase:
 - "nossa, é mais difícil adotar do que comprar!"
Evidente que sim. E por uma razão lógica. Quem tira o animal da rua, vacina, castra e cuida, muitas vezes pagando hospedagens ou internação em clínicas,  quer garantir o BEM ESTAR do animal. Quem vende visa o seu dinheiro.
Pagando, pode levar.
Acredito que alguns não procedam dessa forma, nunca devemos generalizar, mas se entregar sem castrar, como será com os descendentes? Jamais saberão e isso é uma irresponsabilidade com vidas que deveriam ser protegidas.
Enfim, se você tem cães de porte médio ou grande, acredite, é
MUITO difícil encontrar um BOM lar.
Insisto sempre: esterilize!


Labradores, chow chow, schnauzer, york shire, Lhasas, bulldog, boxer.....todos abandonados.....acredite!!!
Roeu, latiu e cavou (coisas de cães) são jogados fora.Triste!

               Esta Dog Alemã (já adotada) tem uns 6 meses e foi encontrada com recentes pontos da castração e desnutrida.
                                                             Dobermann Chocolate:
          Se você quiser adotar, ligue para os fones de contato acima de cada foto. Obrigada.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Exemplos, na enchente, que merecem destaque!

Sem muitas palavras para externar a onda de melancolia que  nos invade quando uma tragédia acontece perto de nós. A enchente no Vale do Itajaí é uma das piores dos últimos 20 anos. Imaginar que muitas pessoas e animais morrem sem chance de sobreviver à força da água é triste mas, muito mais triste,  é pensar que  algumas  não pensam nos seus companheirinhos, nessas horas, mesmo com suas vidas seguras.
Eles  dependem de nós para se salvar e sofrem do mesmo modo,  frio, medo, solidão...
Espero, ao menos, que libertem os cães acorrrentados para que eles possam ter uma possibilidade de sobrevivência.
Divido com vocês algumas fotos que recebi, de diferentes pessoas, divulgadas nos meios de comunicação. As que não estiverem assinadas, se souberem de quem é, por favor,  me avisem, para que eu possa informar aqui. O  exemplo dessas pessoas, que estão de parabéns, merece divulgação!




                                                 Este cãozinho estava nadando, sozinho.......

                                                                     Foi resgatado!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

INVASÃO DE DOMICÍLIO PARA RESGATE DE ANIMAIS

Por Geuza Leitão*
Quantas vezes já ficamos condoídos ao ouvir o cão do vizinho uivando ou latindo, expressando solidão, dor, angústia e desespero? 

Esses maus tratos contra animais podem ser solucionados através da intervenção imediata da polícia, sem mandado judicial, tendo em vista que, o pedido de uma liminar para resgate do bicho é o remédio utilizado, mas a espera pelo deferimento da medida, poderia custar a vida do animal. 
Por isso, o papel das polícias civil e militar é importantíssimo. 

Lamentável é que prevaleça, no entendimento desses órgãos, a orientação ultrapassada de que, sem o mandado judicial, torna-se impossível prestar socorro ao animal. 
Os casos de insensibilidade se multiplicam e a autoridade policial, ao ser acionada, não se envolve, apesar da Constituição Federal permitir o arrombamento da casa ou do local onde esteja detido o animal quando das hipóteses de prática de fragrante delito (Art. 5º, XI), que só poderá efetivamente ser averiguadas com a pronta e eficaz intervenção.
Dispõe o Art. 225, § 1º, VII: "Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações" e que "Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público: VII – proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais à crueldade". 
O Art. 32 da Lei 9605/1998 prescreve: "Praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos; Pena – detenção de três meses a um ano, e multa. 

O Decreto Federal 24.645/1934 dispõe no Art. 3º: Consideram-se maus tratos: I - praticar ato de abuso ou crueldade em qualquer animal; II – "manter animais em lugares antigiênicos ou que lhes impeçam a respiração, o movimento ou o descanso, ou os privem de ar e luz". 
Ora, para prestar socorro, o ingresso no domicílio é autorizado pela própria Constituição Federal. 


Para casos de proprietários que deixam seus animais (especialmente cães) expostos ao sol e chuva, em locais insalubres sobre seus próprios dejetos, onde não há luz suficiente e acorrentados provocando dor e angústia, é plausível invocar o dispositivo constitucional que prevê exceções ao princípio da inviolabilidade do lar , "salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro ..." (Art. 5º, XI CF).
O socorro a que se refere o dispositivo constitucional não pode se restringir ao homem, mas estendido também aos animais que se achem em estado de perigo de vida e sofrimento. Desse modo, conclui-se que, diante de tais casos de impossibilidade de comunicação com o proprietário do imóvel a tempo de poupar o animal do sofrimento e/ou da morte, deve ser cumprido o dispositivo constitucional, para abrir a porta da casa em que estiver o animal, adotando providências acautelatórias como: abrir a porta da casa com um chaveiro para depois fechá-la, fazê-lo na presença de três testemunhas, lavrar um termo no local retratando as condições em que se encontrava o animal, comunicar à circunscrição policial e levar o bicho a uma clínica veterinária, evitando-se assim, a configuração da violação de domicílio (Art. 150, CPB). 
*Advogada e presidente da União Internacional Protetora dos Animais





terça-feira, 6 de setembro de 2011

Luana para adoção - um doce.

Gostei tanto dessa frase que a usei em 2 fotos. Quem sabe ela dá sorte para  Lara e Luana conseguirem uma família maravilhosa? 
 Luana  foi resgatada há 1 mes, já tem plaquinha de ID, como podem observar e, raridade, tem uma  MADRINHA. 
Se você puder, apadrinhe um cãozinho que foi resgatado por um protetor. Se não puder bancá-lo integralmente, apadrinhe a castração, vacina, ração, qualquer coisa,  mas ajude.
 Seja também um voluntário!

Novas da Amelinha Ragatanga

Como pedi para que fizessem uma corrente por ela, que faria cirurgia hoje, posto aqui novo email recebido do Luiz Paulo:

Prezados,
desculpe não responder neste momento individualmente a cada um, mas a Amelinha recebeu tantas manifestações de apoio e incentivo à sua luta que, primeiro fiquei muito comovido e, segundo, hoje

 foi um dia corrido e não queria deixar de dar notícias.
Bem, a cirurgia não aconteceu e está cancelada por ora.
Ocorre que ela foi fazer exames necessários antes da cirurgia, um dos Veterinários resolveu na última hora pedir mais um específico, por precaução, e descobriu-se que ela está com insuficiência renal, o que a colocaria em sério risco em caso de cirurgia.
Eu já estou acreditando que foi a Corrente Positiva que orientou o Veterinário a pedir o tal exame.
Ela agora fica em tratamento, sem remédios, apenas com cuidados alimentares [ração especial e específica para "renais"].
E a gente vai ficar monitorando os tumores, já que os Vets garantem que ela não sente dores.
E não deve sentir mesmo, pois está sempre muito animada e esfomeada, dançando Ragatanga cada vez que vê um prato de comida... rsrsrsrs
Ainda vamos buscar mais informações sobre os problemas [rins e tumores], mas a opinião de hoje foi de que ela não teria resistido à cirurgia no estado atual. Ufa!!!!
Agradeço a todos pela força, pensamento, votos...
Desejo que cada um ganhe uma loteria, qualquer que seja ela. Pode ser a da Caixa mesmo, ou profissional, conquistas pessoais, amores...Sejam felizes!!!  
Abração. Luiz Paulo

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Alerta: Animais em pet shops

Alerta: cuidados com os animais em pet shops

Esta é a foto do cão que morreu enforcado em um pet shop no Ipiranga, zona sul de São Paulo. 

O tutor fala: “Giginho foi encontrado há seis meses abandonado na rua, durante uma chuva. Meu pai o levou para casa para trazer paz à minha mãe, que tinha acabado de perder duas cachorrinhas.”
Não podemos mais tolerar que pet shops irresponsáveis, por intermédio de seus funcionários, firam e matem nossos animais.


Vamos iniciar uma campanha, exigindo o seguinte:
- certificados dos tosadores e banhistas pendurados na parede do pet shop;
- recibo do banho e/ou da tosa;
Em caso de maus-tratos ou morte do animal, vá à delegacia. Se o delegado se recusar a abrir um BO, peça a ele uma DECLARAÇÃO de que você esteve na delegacia e que ele se recusou a fazer o BO. Geralmente, com isso, eles fazem o BO.
Em caso de morte do animal, é necessário a necropsia do corpinho. A USP faz.
Em qualquer caso, encaminhar cópia de tudo para o Conselho Regional de Medicina Veterinária, pois todo pet shop deve ter um veterinário responsável.
A melhor forma de processar o pet shop é invocando o Código de Defesa do Consumidor. Além das punições criminais cabíveis, o tutor tem direito a uma indenização.
E, por favor, leve o animal quando puder ficar com ele durante o banho! Não o deixe sozinho no pet shop.


Maus-tratos a animais por funcionários de pet shops.
O que o tutor do animal deve fazer:
1. Em casos de maus-tratos por pet shop, o tutor do animal deverá obter um laudo feito por veterinário que comprove os maus-tratos;
2. Com este documento, poderá registrar a ocorrência de maus tratos na Delegacia de Policia mais próxima (BO), para iniciar o procedimento por maus tratos;
3. Ainda com este mesmo documento, mais todos os recibos de tudo o que tiver gasto com o animal depois da agressão, o tutor deverá ir ao “Forum Cível” mais próximo de sua casa e abrir  – no Juizado Especial – um processo contra o pet shop, pedindo indenização por danos materiais;
4. Encaminhar cópia de tudo para o Conselho Regional de Medicina Veterinária, pois todo pet shop deve ter um veterinário responsável;
Observação: Estas medidas devem ser tomadas assim que a agressão for constatada, para que o laudo seja o mais fiel possível.
Denise Grecco Valente – OAB/SP 61.410


FONTE:  Bichos - Martha Follain, 04 de agosto de 2011 http://www.direitoanimal.org/leis_resu.php?ord=42