domingo, 17 de julho de 2011

Mimosa Mima - Uma FILA BRASILEIRA GIGANTE

A História da Mima pode ser a história de muitos cães de raça, ou não, abandonados quando mais precisariam de seus tutores: na velhice!

Sou uma FILA BRASILEIRA PURA, muito sofrida. Fui resgatada em março de 2008 da rua, na chuva, abandonada, magra, chorando em frente a uma igreja, onde fiquei dias e nenhum cristão me amparou,  até uma protetora passar por lá e me levar para uma hospedagem PAGA, pois não existe um local mágico para abrigar tantos abandonados como eu.

Seis meses depois, em outubro,  fui adotada por UMA FAMÍLIA LINDA E QUERIDA que protegi e cuidei até 1/05/2009, quando meu coração, já velho e cansado, pediu trégua.

Minha história: Em abril de 2008 eu vagava pelo estreito, um bairro de Florianópolis/SC, na chuva, no frio e chorava muito, uivava o tempo todo. Quase morri de fome e desespero. Ninguém me queria e tinham medo de mim. Fiquei assim uns 15 dias, em frente a igreja onde me jogaram mas nenhum fiel teve compaixão.....Eu estava magrinha e tinha um tumor na mama.
Algumas pessoas ligaram para ONG`s de proteção animal mas, vocês sabem, ninguém recolhe, ainda mais um ser grande como eu......e assim eu fui ficando lá, todos sabiam (da ONG`s) que eu estava lá mas ninguém podia fazer nada......até que minha protetora resolveu me resgatar e pagar uma hospedagem para mim, com seus próprios recursos. 
Recebeu ajuda de 40 dias de hospedagem e eu fiquei meses e fiz várias cirurgias.....Pelo menos tinha casinha, atenção e comida.
Só que minha protetora ajudava outros e eu também queria um lar de verdade.
Me abandonaram depois de terem tirado muitas crias minhas e, decerto, vendido para ganhar dinheiro. Daí, quando fiquei velha e com problemas de saúde, me jogaram fora e eu fiquei chorando na chuva e no frio.
Até hoje eu fico melancólica e choro quando ouço alguém assobiar.....lembro quando eu tinha um dono....EU com certeza o amava e protegia, diferente do que fez comigo. Bem, depois de me resgatarem fui tratada de cinomose e irliquiose, operada de um tumor nas mamas, castrada e depois, mais duas cirurgias nos olhos, Fiquei linda! Velha mas perfeita, só que o estrago no meu coração já estava feito..

Dia 11/10/2008, NUM SÁBADO CHUVOSO, fui adotada pela família da Patrícia Soliani, do Porto da Lagoa, que cuidaram de mim nos 6 meses que ainda tive de vida.

Com a ajuda de São Francisco, fui muito amada e muito feliz !

Parti deste mundo, por insuficiência cardíaca, numa sexta nublada, dia 1/05/2009, assistida por minhas protetoras (Jane e Annita) e minha família.

Mas consegui afinal,  ser feliz, embora, com certeza, cheia de saudade....

                                                         Agradecimentos:

À minha família, minha aumiguinha, a pinscher Millie (folgada, como podem ver nas fotos) às protetoras Georgete Nilo, Jane Maccio e Annita Petry, que cuidaram de mim, e a SÃO FRANCISCO, por eu ter tido a sorte de encontrar, no final de minha vida, pessoas que não ficaram indiferentes ao meu sofrimento!