quarta-feira, 15 de abril de 2015

FATO!

Uma pausa dos relatos das adoções de 2015 pois encontrei este maravilhoso cartaz que expõe  a triste realidade de milhares de cães. Como alguém pode ver uma cena dessas, dia após dia, e não se colocar no lugar do outro? Compartilhem, por favor? Obrigada

terça-feira, 14 de abril de 2015

A adoção do lindo JOBIM...

o cãozinho que eu queria prá mim.

Cada NINHADA que a gente resgata sempre tem um que a gente se apega mais. Jobim foi o eleito, mas ainda bem que desapeguei logo, ou estaria frita! Não conseguiria doar pois me apaixonei. Jobim tem o pelo mais macio que já vi num cão, e um olhar tão profundo que derrete a alma. 
No dia que fui leva-lo aos adotantes ele não desgrudou os olhos dos meus, de Jurere até a Vargem (Floripa/SC). Um olhar tão intenso que por pouco não dei meia volta e desisti da adoção. A choradeira no carro foi grande, mas tinha um menino lindo e educadíssimo, de 5 anos, aguardando ansiosamente por ele. Uma família perfeita. Eu sabia que ele seria feliz. 
A família veio até minha casa conhece-lo e começaram a preparar a casa para recebe-lo, me mandando fotos que compartilho abaixo das minhas. Jobim teve sorte. Está saudável, feliz e ganhou uma companheira canina. Aqui estão algumaas fotos dele, do banho no dia que fui leva-lo, da preguicinha ao sol e do chamego com a Bella, a mamãe perfeita que lhe foi destinada. Seja sempre feliz "amadinho di Nita", meu anjo de pelo de seda.






          
Aqui as fotos do dia da visita à ele na minha casa, antes da adoção, e depois de adotado. Nas primeiras noites ele ficou dentro de casa, depois ganhou um bichinho e se adaptou com a casinha. Hoje tem uma cadelinha, também adotada, com ele. É um lorde!


 casinha comprada,                                                            portão anti-fugas,

Cartaz de conscientização, esperando por ele.
                                              Feliz com o leãozinho que ganhou.
                                              O dia da adoção. Tia Tina, mamãe, vovó e o amigão.
                                                    medinho de machucar, que fofo.
  
O Facebook da família tá cheio de fotos dele. LINDO! Obrigada.



segunda-feira, 13 de abril de 2015

Hebe, Laila ou LAIKA?

Tanto faz, né? Pois o que realmente importa é que, depois de 2 anos ho$pedada, ela encontrou uma mãezona para amar, como filha única, o ideal para ela  que prefere a companhia de humanos.  
E esta é uma das notícias maravilhosas que eu tinha para contar e que estava me coçando os dedinhos. Gostaram? Eu respirei aliviada e feliz porque ela não andava com muita sorte nas adoções, mas desta vez deu certo. Agradeço à Cristiane Silveira que cuidou dela durante este tempo, com amor e carinho. Gratidão também à Adriana Medeiros, que está empenhada em conseguir um lar para nossos anjos, e indicou a adotante da fofa. Se cada pessoa divulgar um cartaz de um animal para adoção entre seus amigos, muitos poderiam encontrar a família que merecem e parecisam, né? As fotos abaixo são da LAIKA - este é seu novo nome - clicada por sua nova tutora, no sítio da família. Espero que gostem. Eu amei, e acho que ela também. Na foto ao lado somos nós, em novembro, no dia em que foi devolvida por sua segunda família, esperando a consulta no Vet...assim seguimos. Sendo a única da espécie canina na casa, ela fica bem. Ganhando bastante atenção, mais ainda, e este é o caso. A propósito, ela nunca foge nem se afasta dos humanos que ela ama. Ponto prá ela. Foi adotada no início do mês.






sábado, 11 de abril de 2015

Saudades?

Eu estava. Saudades de escrever, de atualizar os animais para adoção, de ler os comentários, de tudo. Ficar sem computador é complicado e foi o que aconteceu comigo. Tablet não permite  HD externo e,  sem as fotos fica difícil fazer um post decente. Apesar de estar sem escrever, as atividades foram muitas! Por exemplo: Todos os bebes da Bella foram adotados e as duas bebezinhas, que peguei em fevereiro,  também. Espero poder atualizar as notícias, mas na verdade, este aparelho aqui, já era! Esta semana terei que comprar um novo ou não vou conseguir postar nada tão cedo. Espero que dê tudo certo e eu volte a escrever normalmente, sem contra tempos. Por hoje fica esta delicinha abaixo. Amanhã notícias fresquinhas e das boas! Beijux


segunda-feira, 23 de março de 2015

Os irmãos inseparáveis e sua linda amizade (um deles é cego)

 Esses filhotões (não, você não está tendo visão dupla, eles são iguais, na primeira olhada!) se chamam 
PACO & JUAN.
 Nome de dupla sertaneja argentina, mas foram resgatados em Floripa mesmo, pela incansável protetora Kátia Carlota Pimentel, que tem um coração maior que ela. Chovia a cântaros, num dia de fevereiro e ela viu esses anjos encharcados, no meio da estrada (de barro). Um parecia feliz e o outro grudado e empurrando o "felizinho". Kátia, mesmo sem poder resgatar - ela já tem mais de 60 animais - colocou os dois no carro e foi para sua casa, no meio da tempestade, arrumar local para abrigar os maninhos. Nesta hora ela me ligou, aos prantos. Me comprometi com a castração dos caramelos, mas é claro que eles precisam de mais que isso (ainda quero escrever sobre cães dessa cor específica). Se cada um contribuisse um pouco facilitaria para quem,  VOLUNTARIAMENTE = de graça,  ajuda os animais. No dia seguinte ela os levou ao médico veterinário pois achou um deles com o comportamento estranho, e também pela chuva que pegaram, tinham que ser examinados. Laudo? O mais feliz, talvez por ser alheio ao que lhes havia acontecido - abandonados em local ermo - é cego. Totalmente. E isso explica o comportamento protetor do irmão. Não é incrível como um cãozinho se torna protetor de outro? Que ser evoluído é esse, que deixa de comer, para que o ceguinho coma primeiro, que mostra o terreno, que impede que o outro bata em tudo, que ensina, protege e coloca o IRMÃO, no sentido mais puro da palavra, acima de seus interesses? Na natureza há vários casos de amizades protetoras entre animais, e esta é mais uma. Eles não tripudiam os mais fracos, é muito emocionante. A Kátia chorou quando viu os dois e ainda chora observando o amor deles. E é de chorar mesmo. Ainda mais por serem filhotes! Por isso deverão permanecer UNIDOS, como o universo deseja e eles também. Sabemos que adoções conjuntas são raras, mas exceto pelos olhos de um, eles são perfeitos e saudáveis. Brincam muito, têm essa cara de quem está de bem com a vida, mas já conhecem o abandono, o descaso, a falta de humanidade de um monstro que teve a coragem de os abandonar a própria sorte. Não foi por acaso que a Kátia os encontrou, mesmo num caminho que ela NUNCA havia passado, completamente fora de sua rota diária. Acredito que exista, neste mundo lindo, uma pessoa que adote os dois, para que a gente possa ter esperança na nossa raça humana. O que pedimos? ADOTANTE responsável, que acompanhe a amizade deles, que possa registrar os momentos dos dois, por tudo que eles ENSINAM para a gente. Divulguem, por favor? E a Kátia precisa de ração, sempre. Obrigada.




sexta-feira, 20 de março de 2015

Sobre "pontos" de abandonos.

Adorei este resumo. Sempre falo para quem resgata não falar ONDE pegou. Triste, mas temos que omitir alguns dados por segurança mesmo e para evitar abandonos. 

terça-feira, 17 de março de 2015

As meninas estão chiques!

Belinha (novo nome da Sara) e  Maricota já têm sua carteira de vacina customizada lindamente pela querida protetora Tina Laus, que é muito caprichosa. Tudo para que nossos anjos continuem sendo tratados com o respeito que merecem. Adorei. Uma mais linda que a outra, obrigada!
         Belinha já tem uma adotante que está aguardando a chegada dela.